14/2/17 19:20
Atualizado em 15/2/17 às 10:59

Viva Brasília contribui para reduzir número de homicídios

Ação Centro Legal, parte do principal programa de segurança pública do governo, zerou a quantidade desse tipo de crime no Setor Comercial Sul de janeiro a junho de 2016

O Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida, principal programa de segurança pública do governo de Brasília, desempenha importante papel para a redução de homicídios no Distrito Federal. Como demonstrado no mais recente balanço da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, a estatística de janeiro de 2017 — 40 assassinatos — é a menor registrada no primeiro mês do ano desde 2005.

Em todo o ano passado, houve 588 homicídios contra 693 em 2014 — redução de 105 em números absolutos e de 15,2% nos dois anos do Viva Brasília. É a menor quantidade de pessoas assassinadas no DF desde 2007. Em 2015, foram 618. A taxa índice também apresentou queda expressiva: foram 19,7 por 100 mil habitantes, menor número desde 1992.

Gestão compartilhada com foco em resultados

A explicação dos representantes da Segurança Pública para esse sucesso é um trabalho com gestão compartilhada entre as Polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros Militar e, por vezes, com outros órgãos de governo, com foco em resultados. Tudo pautado pela transparência, com balanços mensais dos diversos tipos de crime.

“O Corpo de Bombeiros atua com alto padrão no pré-atendimento hospitalar, a Polícia Civil tem o maior índice de elucidação de homicídios do Brasil (de 60%), e a Polícia Militar faz operações eficazes para desbaratar gangues e apreender armas de fogo”, destaca a secretária da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar Araújo.

Para o subsecretário de Gestão da Informação, Marcelo Durante, a atuação não apenas nas consequências mas também nas causas da violência é determinante para o sucesso do Viva Brasília. “A redução dos homicídios é uma demonstração clara de que a ação da polícia articulada com a de outros órgãos públicos e a sociedade é a solução de segurança pública”, avalia.

Centro Legal revitalizou o Setor Comercial Sul

Um exemplo sempre citado para mostrar a eficiência do Viva Brasília — Nosso Pacto Pela Vida é o Centro Legal. Iniciada em 11 de janeiro de 2016, a ação revitalizou o Setor Comercial Sul. Além da presença do policiamento preventivo permanente por meio de rondas, o governo melhorou a iluminação públicalevou eventos socioculturais para o local, mudou a sinalização do trânsito, coibiu o comércio irregular e retirou dali pessoas que vivem nas ruas.

A maior parte dos assassinatos no DF ocorre das 21 horas às 6 horas. Em 2017, nenhum dos 40 registrados foi naquela região. De janeiro a junho do ano passado, não houve registro de homicídios nem estupros na área, de acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública.

Edição: Raquel Flores