4/11/11 3:00
Atualizado em 12/5/16 às 17:48

PDAD de Sobradinho II

Pesquisa revela que população envelheceu e está mais rica. As mulheres são maioria

Da Redação

Uma cidade mais velha, mais rica e feminina. Esse é o perfil de Sobradinho II, de acordo com a 21ª Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD), divulgada nesta sexta-feira (4/11) pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan). Em comparação com a pesquisa anterior, de 2004, o levantamento indica aumento na renda domiciliar de 6,5 para 9 salários mínimos, o que corresponde a uma renda média mensal de R$ 4.903, R$ 12 acima de Sobradinho.

“É a quarta região de maior renda do Distrito Federal, mas também é a oitava em termos de renda domiciliar com até dois salários mínimos”, destacou o diretor de Gestão de Informação da Codeplan, Júlio Miragaya. Ao todo, 4.583 pessoas (17,6% da população) recebem até dois salários mínimos. Segundo a gerente de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da companhia, Iraci Peixoto, 12,3% das famílias têm renda superior a 20 salários mínimos.

Quanto às faixas etárias, a população de idosos em Sobradinho II corresponde a 10,6% dos 105.363 habitantes – maior que a média do DF, de 7,4% dos moradores. Já em relação às crianças, 21,9% da população tem de 0 a 14 anos, enquanto no Distrito Federal a proporção é de 25,5%.

As mulheres são maioria, representando 52,3% da comunidade local. Em 2004, elas chefiavam 23,9% dos domicílios e hoje são a renda principal de 26% dos 28.692 domicílios – a maior parte deles (80,2%) quitados, enquanto os alugados representam 15,5%. Ainda sobre as residências, 30,9% possuem bicicleta e 67,3%, carro. Em cada casa moram, em média, 3,7 pessoas.

Quase metade da população de Sobradinho II (48,5%) é natural do DF. A principal origem dos imigrantes é o estado de Minas Gerais (17,2%), seguido por Goiás (12,5%), Piauí (12,4%) Maranhão (9,9%) e Bahia (9,7%). A principal fonte de renda dessas pessoas é um emprego na administração pública (23,5%) ou no comércio (21,3%). A maior parte dos moradores (46,8%) trabalha em Brasília. Sobradinho II oferece 21% dos postos de trabalho, enquanto Sobradinho tem 15%.

Essa 21ª pesquisa foi realizada entre os dias 30 de setembro e 21 de outubro deste ano. Todas as 30 Regiões Administrativas serão mapeadas pela PDAD.