1/12/11 3:00
Atualizado em 12/5/16 às 17:49

Segurança no Eixão

Grupo de trabalho discute propostas de mudança no Eixo Rodoviário Norte-Sul

Clauber Beserra, da Vice-Governadoria

A segurança no Eixo Rodoviário Norte-Sul foi a pauta da primeira reunião entre o Governo do Distrito Federal, órgãos e entidades de preservação e conservação de Brasília e representantes de organizações civis. Durante a reunião, o grupo decidiu construir um cronograma de trabalho com a sistematização de propostas entre todas as partes envolvidas. Essas propostas serão recebidas nos dias 6 e 7 pela presidente da Codeplan, Ivelise Longhi, e pela chefe do Comitê de obras da Vice-Governadoria, Eliana Klarman.

Na próxima quarta-feira (7/12), às 14h, no gabinete da Vice-Governadoria, os integrantes do grupo conhecerão todas as propostas. No dia 16 de dezembro o grupo se reunirá novamente para discutir as possíveis soluções para o Eixão e no dia 20 será divulgado o conjunto de medidas acordadas entre todas as partes. Os participantes, em consenso, aprovaram duas medidas que serão implementadas imediatamente.

A primeira será aumentar o número de pardais de 23 para 31 ao longo do Eixão. Com isso, vai ser possível tonar a velocidade na via mais uniforme entre um pardal e outro. A previsão é que os oito novos pardais estejam em funcionamento a partir do dia primeiro de janeiro, próximo. A segunda medida é o reforço do policiamento ostensivo de fiscalização no Eixo Rodoviário, em uma ação conjunta entre o Detran e o DER. A cada dois quilômetros haverá uma viatura. Esse reforço começará a partir da próxima segunda-feira (5/12).

O vice-governador, Tadeu Filippelli, ressaltou que esse encontro tem um significado especial por reunir todas as partes que buscam soluções para resolver os problemas no Eixo Rodoviário. “Dessa forma será possível implementar medidas legais que não ferem o tombamento, que melhorem a segurança dos motoristas e preservem a vida do cidadão”, disse.

Participaram do encontro os secretários de Desenvolvimento Urbano, Regularização e Habitação, Geraldo Magela; de Transportes, José Walter Vazquez, e de Obras, Oto Silvério; o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Alfredo Gastal; o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento DF, Paulo Henrique Paranhos; o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Fauzi Nacfur; a presidente da Companhia de Planejamento do DF, Ivelise Longhi, e representantes do Detran.