21/8/14 13:22
Atualizado em 21/8/14 às 13:22

Águas Claras ganhará em breve quartel modelo dos bombeiros

Local terá alojamentos separados por sexo e hierarquia, academia, sala de reuniões e projeto de sustentabilidade


. Foto: Hmenon Oliveira

BRASÍLIA (21/8/14) – Águas Claras ganhará, em breve, um quartel do Corpo de Bombeiros nos mesmos moldes que os outros nove já entregues no DF, porém, com área maior para atender a demanda da região. Em obras numa área de 1,3 mil metros quadrados, o empreendimento está recebendo investimentos de R$ 5,7 milhões e contará com alojamentos masculino e feminino, separados de acordo com a hierarquia; garagem para viaturas; seção administrativa; sala de reuniões; academia; e copa.

 

Além disso, o local contará com projeto de sustentabilidade, com recursos como reaproveitamento de água da chuva, aquecimento solar e telhas que evitam o superaquecimento do ambiente. Outro nos mesmos moldes está previsto para ser erguido na Asa Norte, com expectativa de início das obras para 2015. “A escolha da área para receber esses quarteis maiores é devido à densidade demográfica. Essas regiões são grandes e não poderiam ser atendidas por quarteis menores”, destacou o capitão Ronildo, dos Bombeiros, à Agência Brasília.

 

ENTREGUES– Além desses quarteis maiores, outros 13 em um modelo menor estão previstos para serem concluídos ainda este ano. Desses, nove já foram concluídos e quatro estão em obras no Lago Norte, Paranoá, Taguatinga Sul e Brazlândia. “Eles também têm projeto de sustentabilidade, mas são um modelo mais americano, onde se diminui a área administrativa e prioriza a operacional”, enfatizou o capitão do Corpo de Bombeiros.

 

O investimento neste modelo de quartel é de R$ 3 milhões. Algumas das cidades que já receberam o ambiente novo são Santa Maria, Riacho Fundo I, Recanto das Emas, Ceilândia e Samambaia. A estrutura permite atendimento de combate a incêndio, salvamento e serviços pré-hospitalares.

 

INVESTIMENTOS- Além dos investimentos em quarteis, o Corpo de Bombeiros do DF também teve reforço para combate a incêndios florestais, muito comuns neste período de seca. Na última semana, inclusive, houve uma grande queimada na chácara Onoyama, em Taguatinga, e muitos desses recursos foram utilizados. Segundo a corporação, somente neste mês já foram registrados 1,5 mil incêndios no DF.

 

“Temos 24 viaturas tipo ABTF, que são caminhões portugueses 4×4 que transportam 4 mil litros de água e podem entrar em qualquer terreno. São nossa tábua de salvação”, disse o comandante do Grupamento de Proteção Ambiental dos Bombeiros, coronel Alan Alexandre Araújo.

 

(A.F/J.S*)