13/2/15 21:26
Atualizado em 13/2/15 às 21:26

Novo acesso ao Parque da Cidade fica pronto em 30 dias

Passagem próximo à 912 Sul deve melhorar trânsito na região


. Foto: Andre Borges/Agência Brasilia

BRASÍLIA (13/2/2015) — O novo acesso ao Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, perto da 912 Sul, será entregue em, no máximo, 30 dias. A previsão é do titular da Secretaria de Turismo, Jaime Recena. Segundo ele, as obras — iniciadas em março de 2014 — já estão sendo finalizadas. A abertura de mais uma passagem no parque deverá melhorar o trânsito nas imediações das quadras 910 à 912 Sul, local de concentração de escolas e faculdades. “A via está pronta. O que falta é o canteiro central. A grama foi toda plantada essa semana. Em 30 dias, conseguimos entregar”, informou o secretário Recena.
 

Pista de cooper
Interrompida desde novembro, a reforma da pista de cooper está prevista para ser retomada na primeira semana de março. A duplicação foi paralisada por falta de pagamento, mas o empenho para terminá-la já está em fase de liberação. A primeira parte da construção começou em setembro de 2014, pelo circuito de seis quilômetros, próximo à Praça das Águas — lado Leste do parque — e deve ficar pronta na segunda quinzena de maio. Segundo a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), foram concluídos 20% do projeto, orçado em R$ 5,2 milhões.
 

De acordo com Alexandro Ribeiro, dirigente da Subsecretaria do Parque da Cidade, não há como definir data certa para conclusão das obras, porque o andamento depende das condições climáticas dos próximos meses. “Fizemos uma reunião com a Novacap, um representante da empreiteira e da Secretaria de Mobilidade para conhecermos melhor o projeto e, dentro do possível, propor melhores soluções na implementação dessa obra, sem que haja acréscimo nos custos”, contou Ribeiro.
 

Limpeza
Para o trabalho diário de limpeza do parque — onde chegam a transitar 100 mil pessoas por semana —, o Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU) coloca à disposição equipe permanente de 16 pessoas. A fim de melhorar o serviço, a logística dos funcionários foi alterada para esquema de mutirão. “Em vez de realizarem rondas em duplas, todos os responsáveis pela limpeza e conservação do parque se concentrarão em uma área previamente indicada pela subsecretaria”, explicou Ribeiro.
 

Ainda dentro da proposta de revitalização do parque, os banheiros públicos passaram por manutenção no início do ano. “Os problemas foram resolvidos apenas melhorando a organização”, destacou o secretário de Turismo, Jaime Recena, referindo-se a reclamações de usuários sobre sujeira e falta de papel higiênico nas 16 estações distribuídas ao longo do parque.