15/4/15 23:45
Atualizado em 15/4/15 às 23:45

Campanha busca doação de livros para adolescentes em medida socioeducativa

Incentivo à leitura, projeto de sucesso na unidade de Santa Maria, pode atingir todos os estabelecimentos de internação juvenil


. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Montar um acervo suficiente para abastecer as bibliotecas das seis unidades de internação de crianças e adolescentes do Distrito Federal. Esse é o principal objetivo da campanha de arrecadação de livros lançada, nesta quarta-feira (15), no Palácio do Buriti, pela Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude.

As doações serão utilizadas para ampliar o alcance do projeto Leitura — A Arte do Saber, que incentiva o hábito de ler entre adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. Por enquanto, a atividade beneficia apenas a Unidade de Internação de Santa Maria.

A expectativa da secretária de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, Jane Klebia Reis, é estender a iniciativa para outras unidades socioeducativas, como as de semiliberdade, de regime meio-aberto e também para os conselhos tutelares. “É um projeto simples, funcional e praticamente sem custos”, definiu a secretária. “Temos a estrutura física e ganhamos estantes, mesas e computadores da iniciativa privada; agora, queremos arrecadar muitos livros para os adolescentes.”

Durante o lançamento da campanha, dois internos de Santa Maria apresentaram poemas de autoria própria. O evento foi encerrado com a apresentação de músicas clássicas, interpretadas por cinco violinistas e um violoncelista da Unidade de Internação de São Sebastião, integrantes da Orquestra Plena Harmonia, criada pelo servidor Mafá Nogueira.

Uma das articuladoras do projeto, Márcia Rollemberg, esposa do governador e colaboradora do governo, gostou do que ouviu: “Podemos qualificar esses adolescentes e sensibilizá-los para o mundo do trabalho, da cultura, para outras oportunidades que eles não tiveram.”

A secretária Jane Klebia chamou a atenção para a grande quantidade de projetos desenvolvidos por iniciativa de funcionários das seis unidades do DF: “Identificamos 64 ações, todas vindas da boa vontade de servidores.”

Parcerias
A campanha, resultado de parceria com a Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal, por meio da Rede Solidária Anjos do Amanhã, e com a Rede Gasol — que doou mil livros —, vai até 15 de maio.

As doações podem ser entregues na sede e no anexo do Palácio do Buriti, na Biblioteca Nacional, nas unidades do Na Hora e nos fóruns de Justiça do DF. Também existem postos de recolhimento nas Secretarias de Educação; de Cultura; de Ciência, Tecnologia e Inovação; do Esporte e Lazer; de Desenvolvimento Humano e Social; de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e na própria Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude.

O projeto deu certo na Unidade de Internação de Santa Maria, onde funciona desde 2014. A secretária avalia que aproximadamente 90% dos 150 adolescentes do estabelecimento se interessaram e passaram a ler até oito publicações por mês. O local tem um acervo de 1,5 mil volumes, entre romances, biografias e livros de poesia, psicologia, artes, autoajuda, religião e sociologia.

Postos de coleta
– No Palácio do Buriti (sede e anexo)
– Na Biblioteca Nacional
– Nas unidades do Na Hora
– Nos fóruns de Justiça do DF

Mais informações: (61) 3213-0704

Leia também:

Literatura ajuda internos a ingressar na faculdade 

Veja a galeria de fotos: