8/6/15 23:32
Atualizado em 8/6/15 às 23:32

Mostra no Tribunal Superior do Trabalho retrata exploração sexual

A colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg manifestou interesse em estabelecer parceria técnica para combater esse abuso


. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

A colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg participou, na tarde desta segunda-feira (8), da abertura da I Mostra de Artes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social do DF (Sedhs). Com o tema Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, a exposição ficará em cartaz no Tribunal Superior do Trabalho (TST), no mezanino do Bloco A, até o dia 12.

Em exibição, há obras de alunos de 17 Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do DF e de Centros de Referência de Assistência Social do DF.

O evento contou com a presença do presidente do TST, o ministro Antônio José de Barros Levenhagen. Segundo ele, o governo não pode se omitir em combater esta forma brutal de abuso e que deixa sequelas profundas: “Não há nada mais importante do que preservar a infância de nossas crianças”, destacou.

Cooperação 
O presidente do tribunal propôs a realização de um termo de cooperação técnica com o governo de Brasília para ajudar a alertar os adolescentes contra essa abordagem “nefasta”. Márcia Rollemberg ressaltou que é fundamental discutir e combater a exploração sexual contra adolescentes em redes de fortalecimentos.

Para a colaboradora do governo, o evento representa uma porta aberta na luta para acabar com esse abuso. Márcia ficou emocionada com a interpretação de Vinícius Cauã, estudante de 12 anos, aluno da Estrutural, sobre um mural florido com rostos de crianças. “Nós somos as flores lutando contra o mal”, comparou Vinícius.

I Mostra de Artes Visuais da Sedhs
Até 12 de junho (sexta-feira)
No mezanino do Bloco A do Tribunal Superior do Trabalho (TST)
Das 8 às 19 horas
De segunda a sexta-feira
Mais informações: (61) 3043-4300

Leia também:

Combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes é tema de mostra de artes