22/7/15 18:00
Atualizado em 22/7/15 às 18:00

Plano Piloto ganha mais mobilidade com a liberação de quatro viadutos

Comitiva do governo também inaugurou vagas de estacionamento no Setor Bancário Norte e acompanhou obras nas pistas do Parque da Cidade


. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O Parque da Cidade terá faixas esportivas separadas dentro de dois meses. Os 11 quilômetros da ciclovia ficarão na área interna do local para evitar colisões com quem circula pelos trechos de caminhada. “Isso dará mais oportunidade para os ciclistas e os usuários aproveitarem o local”, afirmou o governador Rodrigo Rollemberg.

A pista existente será destinada apenas a pedestres, enquanto a nova via ficará restrita a usuários de bicicleta, skate e patins. “Essa é uma demanda antiga dos frequentadores, e levamos isso em conta como prioridade do governo”, esclareceu o secretário de Turismo, Jaime Recena.

As faixas de caminhada receberão sinalização de mão dupla na cor branca, rebaixamento de calçadas e diferenciação entre área pavimentada e gramado para viabilizar o acesso às pessoas com deficiência visual. A previsão é que tudo fique pronto em setembro. Serão investidos R$ 5,2 milhões, proveniente de financiamento feito com o Banco do Brasil no início do ano.

Estavam presentes na visita o secretário de Turismo, Jaime Recena; o administrador do Plano Piloto, Igor Tokarski; o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Julio Peres; o secretário-adjunto de infraestrutura, Maurício Canovas; o presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Hermes de Paula; e o subsecretário do Parque da Cidade, Alexandre Ribeiro.

Viadutos e estacionamento
Foram reformados quatro viadutos, e hoje os tapumes vieram abaixo em três ligações na via S2, abaixo do Conic, e uma na N2. As novas estruturas tiveram um custo de R$ 17 milhões, também do Banco do Brasil.

Um estacionamento com 112 vagas foi entregue aos motoristas onde antes existia um terreno baldio no Setor Bancário Norte. Iniciado no governo passado, foi retomado há dois meses a um custo de R$ 350 mil. O lugar conta com bicicletário e urbanização.

“Tanto os viadutos quanto o estacionamento são obras de melhoria para a segurança dos cidadãos”, resumiu Rollemberg. “Sabemos a carência de vagas para estacionar e ficar em áreas irregulares é um risco para as pessoas.”

Na última etapa da visita, o secretário do Trabalho e do Empreendedorismo, Georges Michel, integrou-se à comitiva do governo.

Veja a galeria de fotos: