14/8/15 16:10
Atualizado em 14/8/15 às 16:10

Operação remove mais de 400 barracos de área ambiental em Planaltina

Fiscais do Ibram estiveram na unidade de conservação do Parque Ecológico e Vivencial do Retirinho durante toda a semana para coibir invasões no local

Acabou ontem (13) a operação que retirou 420 edificações irregulares do Parque Ecológico e Vivencial do Retirinho, em Planaltina. Desde segunda-feira (10), fiscais do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), da Subsecretaria de Ordem Política e Social da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) atuaram para remover construções irregulares.

O balanço final do Ibram registrou 407 edificações de madeira, 12 de alvenaria e uma pré-moldada. Também foram soterradas 19 fossas, 6 cisternas e retirados 12,8 mil metros lineares de cerca.

Segundo o chefe da Fiscalização do Ibram, Ramiro Hofmeister, o objetivo da ação, além de preservar a unidade de conservação ambiental, é evitar a atuação de especuladores e grileiros: “Percebemos intenções de fazer parcelamentos irregulares no parque”.

Na quinta-feira (13), agentes sobrevoaram a área para identificar ocupações remanescentes. “Vamos manter o monitoramento e adotaremos providências de urgência, como o cercamento do local”, adiantou Hofmeister.