27/8/15 12:30
Atualizado em 27/8/15 às 12:30

Onça-pintada Tuan passa por tratamento no zoo de Brasília

Felino de 21 anos está internado e se recupera de ferimento na pata dianteira

A onça-pintada Tuan está desde terça-feira (25) isolada na área de cambeamento do Jardim Zoológico de Brasília. O local funciona como uma unidade de terapia intensiva, e a internação ocorreu depois que veterinários da instituição observaram que o animal não comia há três dias. Medicada, Tuan, que tem 21 anos, voltou a se alimentar horas depois de ser atendida e passará por novos exames na quinta-feira (27).

Uma lesão debaixo da unha na pata esquerda dianteira também está sendo tratada. A onça-pintada nasceu no zoo brasiliense e tem insuficiência renal crônica. Ela passou a maior parte da vida em exposição.

Adoção
No dia 12, a Secretaria do Meio Ambiente recebeu notificação formal sobre o interesse da Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos, de São Paulo, em adotar o leão Dengo, de quase 16 anos, e a onça-pintada macho Tuan. No entanto, antes de o processo ser finalizado, é preciso fazer análises veterinária, técnica e jurídica que verifiquem, entre outras coisas, as condições do novo espaço para onde os animais iriam, a segurança no transporte — devido a saúde debilitada dos bichos — e como seria feita a doação.

Para avaliar a possibilidade de transferência, foi criada uma comissão durante a primeira reunião extraordinária do Comitê Interinstitucional da Política Distrital para os Animais, em 18 de agosto. Até essa quarta-feira (26), a Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos não havia indicado um representante para o grupo, do qual fazem parte um representante da Fundação Jardim Zoológico de Brasília e um do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal.

Comitê
Criado por meio de decreto, em 4 de maio, o Comitê Interinstitucional da Política Distrital para os Animais tem caráter permanente e de natureza consultiva para assuntos ligados a políticas públicas de defesa e proteção. Presidido pela Secretaria do Meio Ambiente, é composto pelas Secretarias de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância Ambiental; de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e de Educação. Também integram o colegiado o Instituto Brasília Ambiental, a Fundação Jardim Zoológico de Brasília, o Batalhão Ambiental da Polícia Militar, a Polícia Civil, a superintendência regional da Polícia Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal.

Leia também:

Comissão vai estudar condições para doar Tuan e Dengo