27/9/15 13:14
Atualizado em 27/9/15 às 13:14

Centro de Dança reabrirá as portas

Secretaria de Cultura recebeu recursos da Terracap para reformar o espaço, fechado desde 2013


. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

De portas fechadas desde 2013, o Centro de Dança do Distrito Federal voltará a formar talentos na área. A reabertura se dará até o segundo semestre do ano que vem, quando está previsto o término da reforma do espaço, no Setor Cultural Norte. De acordo com a Secretaria de Cultura, as obras contemplarão manutenção da estrutura do prédio e das partes hidráulica e elétrica, substituição de pisos, modernização e adequação das salas de ensaio, criação de novos banheiros e renovação da pintura.

Os recursos para a reforma virão da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), que investirá R$ 11,3 milhões nas obras do Centro de Dança, do Museu de Arte de Brasília e do Espaço Cultural Renato Russo. Para o espaço de pesquisa, formação e desenvolvimento de dançarinos, a empresa pública cederá R$ 2.997.547,15, segundo o Diário Oficial do Distrito Federal de sexta-feira (25).

O centro foi criado para o desenvolvimento de pesquisas, ensaios, oficinas, workshops e cursos, todos voltados para a área de dança. O espaço visa à formação, ao aprimoramento e à difusão da expressão artística em diversas estéticas e abordagens, desde o clássico até as manifestações urbanas e contemporâneas.

História
No início da década de 1990, no momento em que se discutia o destino do anexo II da Secretaria de Cultura, antiga sede da Fundação Ballet do Brasil, representantes da área de dança conversavam com o governo local sobre a necessidade de um espaço voltado para o desenvolvimento e crescimento da arte.

Em fevereiro de 1993, os grupos Bethon, Proposta e Stillo começaram a usar o espaço no Setor Cultural Norte. Com o tempo, outros profissionais aderiram e o centro se consolidou como um núcleo catalisador e gerador de dança em Brasília.

Veja a galeria de fotos: