30/10/15 1:07
Atualizado em 30/10/15 à 1:07

Academia de Letras de Brasília tem novo imortal

Ex-secretário de Saúde, João Batista de Sousa tomou posse em cerimônia na noite desta quinta-feira (29), na Embaixada de Portugal


O governador Rodrigo Rollemberg, o ex-secretário de Saúde e novo membro da Academia de Letras de Brasília João Batista de Sousa e o acadêmico Amador de Arimatheia
O governador Rodrigo Rollemberg, o ex-secretário de Saúde e novo membro da Academia de Letras de Brasília João Batista de Sousa e o acadêmico Amador de Arimatheia. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

O médico, escritor, professor e ex-secretário de Saúde do Distrito Federal João Batista de Sousa passou a ocupar a 36ª cadeira da Academia de Letras de Brasília, composta por 40 membros. A solenidade de posse ocorreu na noite desta quinta-feira (29), na Embaixada de Portugal (Quadra 801 da Avenida das Nações, no Setor de Embaixadas Sul).

Presente no evento, o governador Rodrigo Rollemberg disse ser muito grato a Sousa por ele ter assumido a Secretaria de Saúde em um momento delicado [início do governo, em janeiro] e manifestou a admiração que tem pela pessoa dele. “São as qualidades de coragem, lealdade e espírito público, como muitas outras, que o fizeram ser homenageado e reconhecido como um profissional e escritor brilhante e que o fazem um acadêmico imortal.”

O ponto alto da cerimônia foi quando Sousa recebeu o colar acadêmico, que simboliza para os integrantes da instituição a nobreza da vitalidade acadêmica. Emocionado, ele agradeceu à família, aos alunos e colegas de trabalho da Universidade de Brasília (UnB) e aos membros da academia.

Presidiu a sessão solene o vice-presidente da Academia de Letras de Brasília, Romildo Teixeira de Azevedo, acompanhado do diretor-secretário, Innocêncio Viégas, e da oradora oficial, Ena Galvão.

Perfil
João Batista de Sousa nasceu em Uberaba (MG), é mestre e doutor em clínica cirúrgica. Professor da UnB desde 1998, ocupou o cargo de vice-reitor entre 2008 e 2012 e foi diretor do Hospital Universitário de Brasília, onde trabalha desde 1990.

Veja a galeria de fotos:

Academia de Letras de Brasília tem novo imortal