3/11/15 19:00
Atualizado em 3/11/15 às 19:00

Visitas ao Centro de Detenção Provisória podem ser marcadas pela internet

Serviço on-line já é oferecido a parentes e amigos de presos das Penitenciárias do Distrito Federal I e II. Cadastro deve ser feito no Na Hora do Riacho Fundo I


. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília – 30.6.2015

Parentes e amigos dos internos do Centro de Detenção Provisória, no Complexo Penitenciário da Papuda, em São Sebastião, podem marcar, desde as 20 horas dessa segunda-feira (2), visitas on-line. O serviço de consultas e impressão de senhas estará disponível hoje para os visitantes de quarta-feira (4). Nesta terça-feira, a partir das 19 horas, será possível fazer a marcação para quinta-feira (5). As marcações nas semanas subsequentes seguirão o mesmo cronograma: visitas de quarta podem ser agendadas desde segunda e visitas de quinta, a partir de terça.

O sistema foi desenvolvido pela equipe de informática da Subsecretaria do Sistema Penitenciário, da Secretaria de Justiça e Cidadania. O objetivo é reduzir as filas na frente das unidades prisionais e facilitar a marcação de visitas. Antes do serviço começar a funcionar, muitos parentes de detentos precisavam chegar com 12 horas de antecedência e passar a madrugada à espera do horário de visitação. O programa está vigente desde 1º de julho nas Penitenciárias do Distrito Federal I e II.

Para acessar o site, é preciso se cadastrar no posto do Na Hora do Riacho Fundo I (Shopping Riacho Mall, na QN 7, Área Especial 1) ou nas próprias unidades prisionais. Cada interno tem direito a listar até dez pessoas. Essa relação de nomes poderá ser trocada a cada seis meses. A subsecretaria estuda a possibilidade de fazer o cadastro em outras unidades do Na Hora.

O Centro de Internamento e Reeducação, também na Papuda, e a Penitenciária Feminina do DF, no Gama, serão as próximas unidades a receber o sistema. Atualmente, o sistema carcerário de Brasília tem cerca de 14 mil presidiários.

Leia também:
Serviço on-line permite marcar visitas a detentos