15/12/15 10:02
Atualizado em 15/12/15 às 10:02

Brasília tem o ano mais quente desde 1963

Maior temperatura — 36,4 graus — foi registrada em 18 de outubro. Recorde era de 2008, com 35,5


. Foto: Andre Borges/Agência Brasília – 20.10.2015

O ano de 2015 é o mais quente da história do Distrito Federal desde 1963, quando o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) começou a analisar o clima local. A temperatura mais alta foi registrada em 18 de outubro, com 36,4 graus. O último recorde era de 2008: 35,5 graus.

Também em outubro — quando se constataram os registros mais elevados do ano —, a maior média era de 27,5 graus. Neste ano, ela bateu em 33 graus no mesmo mês. As mínimas também foram maiores em 2015, com 22,5 graus durante a madrugada, contra a última alta em 2007 de 22,3 graus.

De acordo com o Inmet, a temperatura na região Centro-Oeste pode ter sido elevada pelo fenômeno El Niño, que altera o sentido dos ventos no Oceano Pacífico. Ele retardou o período chuvoso, segundo o instituto, o que pode ter aumentado a temperatura também no Sudeste.

Queimadas
O aumento da temperatura no Centro-Oeste e o clima seco influenciam diretamente na maior quantidade de chamados sobre queimadas. Neste ano, o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal atendeu a 5.055 ocorrências de incêndio florestal — 1.218 a mais do que em 2014. O número também é superior à média dos últimos cinco anos, quando houve 4.708 ocorrências.

A extensão de áreas queimadas também foi maior em 2015. Os bombeiros registraram 12,8 mil hectares (cerca de 12 mil campos de futebol) de incêndio contra 7.414 no ano passado — 5.386 hectares a menos. Durante o auge da seca, em outubro, 170 militares atuaram diariamente no serviço de prevenção e combate a focos de fogo.

Especialistas
Em novembro, 47 bombeiros de Brasília especializados em ações florestais foram enviados a Lençóis, na Bahia. Os militares trabalharam nove dias no Parque Nacional da Chapada Diamantina, para combater um incêndio que se alastrava havia 20 dias. A equipe brasiliense foi convocada a pedido da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional.