26/1/16 14:10
Atualizado em 26/1/16 às 14:10

Agefis desfaz parcelamento irregular na DF-001

Local está entre duas unidades federais de conservação ambiental e serve de corredor ecológico


. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Atualizado em 26 de janeiro de 2016, às 18h04

A Agefis informa que a desobstrução inclui 70 lotes, e não 50 como informado inicialmente.

A Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) iniciou, na manhã desta terça-feira (26), uma operação de derrubada de construções em loteamento irregular no Condomínio Cooperville, na DF-001, que liga Taguatinga a Brazlândia.

O local é, de acordo com o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), um corredor ecológico entre duas unidades federais de conservação ambiental — o Parque Nacional e a Floresta Nacional de Brasília — usado por animais para passar de um lugar para o outro.

São cerca de 70 lotes, alguns com casas de alvenaria e outros com muros sem edificações dentro. A Agefis identificou o parcelamento por meio de satélite. O terreno tem cerca de 170 mil metros quadrados. De acordo com a autarquia, a área pertence à Terracap e, por isso, os responsáveis pelos lotes não precisam ser notificados previamente.

Na operação, foram derrubadas sete edificações de alvenaria e desobstruídos os 70 lotes murados. Seiscentos metros de mureta que cercavam o condomínio também foram retirados da área.

Participaram da operação cerca de 150 servidores. Além da Agefis, do Ibram, da Terracap e da PM, a ação contou com o Serviço de Limpeza Urbana, a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), a Subsecretaria de Integração e Operações de Segurança Pública, da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, a Companhia Energética de Brasília (CEB), o Corpo de Bombeiros, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Departamento de Trânsito e o Departamento de Estradas de Rodagens.

Outras ações
De acordo com a Polícia Militar, não houve registros de ocorrências ou enfrentamento durante toda a manhã. Essa é a segunda ação desse tipo no ano. A primeira ocorreu de 12 a 15 deste mês, quando 70 moradias, seis bases e seis postes foram retirados do Núcleo Rural Capão Comprido, próximo a São Sebastião. No ano passado, o governo de Brasília promoveu desocupações no Sol Nascente, em Ceilândia; em Vicente Pires; e na orla do Lago Paranoá.

Veja a galeria de fotos:

https://www.flickr.com/photos/agenciabrasilia/albums/72157663916421076″ title=”Agefis desfaz parcelamento irregular na DF-001″>https://farm2.staticflickr.com/1449/24001024763_ce1cc09b8a_c.jpg”width=”800″ height=”531″ alt=”Agefis desfaz parcelamento irregular na DF-001″>