17/2/16 21:45
Atualizado em 17/2/16 às 21:45

Convênio beneficia jovens em conflito com a lei

Seis adolescentes que cumprem medidas em meio aberto do sistema socioeducativo participam de oficinas de dança, música e fotografia em Ceilândia

A Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude firmou convênio nessa terça-feira (16) com a organização não governamental Jovem de Expressão, vinculada à Rede Urbana de Ações Socioculturais, para atendimento de jovens do sistema socioeducativo nas atividades de arte e cultura do grupo.

Seis adolescentes em conflito com a lei das duas Unidades de Atendimento em Meio Aberto de Ceilândia participam desde segunda-feira (15) de oficinas de dança, música e fotografia. As atividades ocorrem na sede da organização, na Praça do Cidadão, em Ceilândia. A primeira turma será acolhida durante dois meses pelo Jovem de Expressão. Os jovens precisam estar cumprindo medidas de prestação de serviço comunitário em meio aberto do sistema socioeducativo.

De acordo com o secretário da Criança, Aurélio Araújo, o convênio é uma importante ferramenta de trabalho para os servidores das unidades de atendimento, porque auxilia no acompanhamento psicossocial desses adolescentes: “É o tipo de ação que melhora a autoestima do jovem e faz com que ele, em meio aos seus iguais, exerça com plenitude este momento da vida”.

Segundo a terapeuta do Jovem de Expressão Dani Black, os adolescentes também participarão do Fala Jovem — espaço de debate e expressão de ideias promovido pela organização não governamental. “Aqui ele vai falar, ouvir e entender que somos todos iguais e que as oportunidades estão aí para ele aproveitar”, explica.