23/2/16 19:46
Atualizado em 23/2/16 às 19:46

Orla do Lago: mais 210 metros de cercas e alambrados desobstruídos

Ação ocorreu na QL 14 do Lago Sul e faz parte da segunda etapa de retomada de áreas ocupadas irregularmente às margens do espelho d’água

A desobstrução de uma área de preservação permanente na QL 14 do Lago Sul terminou nesta terça-feira (23) com um saldo de 210 metros de cercas e alambrados retirados. Vinte proprietários de imóveis da quadra haviam sido notificados sobre a operação, e dois deles anteciparam-se e fizeram o recuo das proteções antes da chegada das equipes da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis).

O trabalho na QL 14, iniciado na segunda-feira (22), resultou na remoção de 120 metros de cercas de arame liso, 60 metros de alambrados e 30 metros de cercas vivas. Para levar todo o material, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) cedeu quatro caminhões.

Além da Agefis e do SLU, participaram da ação a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Corpo de Bombeiros, o Instituto Brasília Ambiental, a Polícia Militar e a Secretaria de Gestão do Território e Habitação.

Esta etapa de retomada da orla do Lago Paranoá é a segunda promovida pelo governo de Brasília. Na QL 10, também no Lago Sul, foram retirados, até dezembro, 345 metros de cercas vivas e de alambrados e 80 metros de base de alvenaria.

A primeira fase, iniciada em 24 de agosto de 2015 e concluída em 2 de outubro, ocorreu na QL 12 do Lago Sul e na QL 2 do Lago Norte, com a desobstrução de 130 mil metros quadrados ocupados irregularmente.

Leia também:

Desobstrução da orla: segunda fase segue no Lago Sul

Começa desobstrução da orla em mais uma quadra do Lago Sul