5/3/16 19:00
Atualizado em 5/3/16 às 19:00

Governo divulga programação para o mês da mulher

Palestras sobre violência doméstica, saúde e direito e apresentações em estações do Metrô estão na agenda de atividades

O governo de Brasília antecipou-se ao 8 de março — Dia Internacional da Mulher — e inaugurou oficialmente a programação na sexta-feira (4), na Casa Abrigo. Endereço sigiloso, o local acolhe mães e filhos em situação de risco. As hóspedes participaram de uma sessão de cinema na qual assistiram a curtas e documentários sobre a valorização feminina.

Em seguida, ocorreu a cerimônia de lançamento do Memorial Mãe Ruth de Oxalá, no Núcleo Rural de Planaltina. O calendário de atividades continua até o fim do mês sob o lema “Vozes de Todas as Mulheres”, como explica Silvânia Matilde, subsecretária de Políticas para as Mulheres, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos: “A ideia surgiu da necessidade de dar voz, de maneira igualitária, ao público feminino do Distrito Federal e do Brasil”.

Rede de atendimento
As ações comemorativas buscam ressaltar o amparo a mulheres em situação de rua, àquelas envolvidas em caso de violência, moradoras de terreiros, evangélicas, índias e idosas: “Tanto para elaborar as atividades, quanto para definir as temáticas, ouvimos diversos grupos que compõem a nossa rede de atendimento”, explicou a subsecretária.

Estão previstas intervenções contínuas, como arrecadação de produtos de higiene pessoal, maquiagem e roupa íntima para serem distribuídos a moradoras de rua. As doações podem ser feitas no centro especializado de atendimento à mulher, na Estação 102 Sul do Metrô e na Quadra QNM 2, Conjunto F, Ceilândia Centro, ou na Casa da Mulher Brasileira (601 Norte, Lote J) — estabelecimento que integra o programa Mulher, Viver sem Violência, parceria do governo federal com as unidades da Federação. A casa, que reúne serviços para vítimas de violência, funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas.

Leia também:

Casa da Mulher Brasileira inicia atendimento em grupo