23/4/16 19:32
Atualizado em 23/4/16 às 19:32

10,8 mil toneladas de composto orgânico doadas em 2015

Dado consta de relatório do SLU, que também reúne informações sobre coleta de resíduos


O material, formado por resíduos orgânicos — como restos de alimentos —, melhora características do solo e pode ser usado na agricultura, no reflorestamento e em pesquisas
O material, formado por resíduos orgânicos — como restos de alimentos —, melhora características do solo e pode ser usado na agricultura, no reflorestamento e em pesquisas. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Mais de 10,8 mil toneladas de composto orgânico foram doadas pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) em 2015. O material, formado por resíduos orgânicos — como restos de alimentos —, melhora características do solo e pode ser usado na agricultura, no reflorestamento e em pesquisas, por exemplo. “Ele torna o solo mais propício a plantações. Além disso, a água fica retida por mais tempo, fazendo com que a planta se desenvolva rapidamente”, explica a diretora da autarquia, Kátia Campos.

A informação está em relatório de 2015 finalizado pelo SLU neste ano. Do total de 37.987,01 toneladas produzidas, 10.831,97 foram doadas até dezembro, a maioria no segundo semestre. Um dos motivos para o aumento nos últimos seis meses de 2015, de acordo com a autarquia, está na Instrução Normativa nº 64, de 25 de agosto de 2015, que ampliou de 30 para 90 toneladas por ano o limite para doação do composto a produtores rurais.

Além dos produtores, têm direito ao material de forma gratuita entidades cadastradas na Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, órgãos e empresas públicas da União e do Distrito Federal, associações ou instituições dos municípios da Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride) e estabelecimentos de ensino da rede pública.

Também é possível comprar o composto. Em 2015, foram vendidas 2.301,47 toneladas. O mês com mais vendas foi setembro (515 toneladas).

Usinas
O Distrito Federal tem duas usinas de triagem e compostagem: uma na Asa Sul e outra no P Sul, em Ceilândia. A separação dos resíduos é feita no Plano Piloto, e o processo de transformação da matéria orgânica em composto, nos pátios de Ceilândia, onde está concentrado o sistema de compostagem.

De acordo com o relatório, o SLU coletou, em média, 2.878 toneladas por dia de resíduos sólidos em 2015. Destas, 667, também diárias, foram processadas nas duas unidades para a retirada de materiais, como papel, papelão e plástico para a reciclagem, e de matéria orgânica para a compostagem. Além disso, aproveitaram-se diariamente 28 toneladas de recicláveis e 122 toneladas de materiais orgânicos; estes podem ser usados para fazer composto.

Relatório
O relatório elaborado pelo SLU traz outros dados relativos à limpeza urbana no Distrito Federal. Os custos relacionados a esse serviço no último ano somaram R$ 436.375.993.

“O relatório nos orienta sobre como fazer a gestão dos resíduos no Distrito Federal e nos permite avaliar o trabalho que vem sendo desenvolvido. Além disso, é uma forma de dar transparência às ações do SLU”, avalia Kátia Campos.

O documento apresenta ainda os números das coletas convencional e seletiva. Na primeira, foram 843.217 toneladas de resíduos sólidos, ao custo de R$ 72.727.157 — média de R$ 86,25 por tonelada. Na segunda, 57.496, ao custo de R$ 10.721.134, com valor médio de R$ 186,47 por tonelada.

Na coleta convencional, 50% do material foi recolhido em regiões como Brazlândia, Planaltina e Núcleo Bandeirante. O total do território abrangido representa 47% da população brasiliense. Já na seletiva, o maior percentual observado (53%) está no grupo que envolve 15% da população e conta com regiões como Guará, Jardim Botânico e Varjão.

Quanto à varrição de vias e logradouros públicos, foram 1.345.889 quilômetros feitos de forma manual e 25.539 quilômetros de maneira mecanizada. De meios-fios, foram pintados 4.342 quilômetros.

Veja a íntegra do relatório.

Leia também:

Composto orgânico de lixo é oferecido gratuitamente no DF

Membros do Conlurb tomam posse em Brasília

SLU divulga balanço inédito sobre gestão de resíduos sólidos

Veja a galeria de fotos:

https://www.flickr.com/photos/agenciabrasilia/albums/72157665170525544″ title=”10,8 mil toneladas de composto orgânico doadas em 2015″>https://farm2.staticflickr.com/1519/25996137363_9c5bf16dbf_c.jpg”width=”800″ height=”548″ alt=”10,8 mil toneladas de composto orgânico doadas em 2015″>