25/4/16 23:09
Atualizado em 25/4/16 às 23:09

Ação impede demarcação de área pública em Ceilândia

Quarenta e quatro adultos e três adolescentes foram detidos por suspeita de grilagem de terra durante operação iniciada na manhã desta segunda-feira (25)


. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Quarenta e sete pessoas foram levadas à Delegacia Especial de Proteção ao Meio Ambiente e à Ordem Urbanística (Dema), no Complexo da Polícia Civil, nesta segunda-feira (25) por suspeita de grilagem de terra. De acordo com a Polícia Militar, elas foram detidas em flagrante ao demarcar um terreno de 10 mil metros quadrados em área pública. O local, da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), fica na QNR 2 de Ceilândia, próximo ao Setor Habitacional Sol Nascente.

A ação teve início na manhã desta segunda-feira quando policiais militares do 10º batalhão identificaram divisão suspeita do terreno durante ronda pela área. Outros órgãos foram acionados e, por volta das 16 horas, teve início a operação. Com os detidos — 44 adultos e três adolescentes — foram apreendidos carrinho de mão, arame farpado e cercas. Três barracos de lona foram derrubados.

Participaram 25 policiais militares, nove agentes da Polícia Civil e três servidores da Subchefia de Ordem Pública e Social (Sops), da Casa Militar.

Veja a galeria de fotos:

https://www.flickr.com/photos/agenciabrasilia/albums/72157665269074543″ title=”Ação impede demarcação de área pública em Ceilândia”>https://farm2.staticflickr.com/1447/26580818941_fbbfcb55c7_c.jpg”width=”800″ height=”531″ alt=”Ação impede demarcação de área pública em Ceilândia”>