11/5/16 23:57
Atualizado em 11/5/16 às 23:57

Policiais reforçam segurança na Esplanada dos Ministérios

Cinco mil manifestantes a favor e contrários ao afastamento da presidente Dilma Rousseff ocupam o local


. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Atualizado em 11 de maio de 2016, às 22h45

Mil e quinhentos policiais militares fazem a segurança na Esplanada dos Ministérios na noite desta quarta-feira (11) durante a sessão de votação do afastamento da presidente da República, Dilma Rousseff, no Senado Federal. A sessão começou por volta das 10 horas.

De acordo com balanço divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, há cerca de 5 mil manifestantes na Esplanada dos Ministérios — 4 mil contra o impeachment da presidente e mil a favor.

Por volta das 20 horas, manifestantes do lado contrário ao afastamento se exaltaram. Eles começaram a jogar pedras, pedaços de mastro de bandeiras e outros objetos contra os policiais militares que fazem a segurança em torno do Congresso. Os servidores de segurança usaram gás de pimenta para controlar as pessoas que avançavam em direção à proteção que limita o espaço de manifestações, na Alameda das Bandeiras. A Polícia Militar prendeu um homem que ultrapassou o bloqueio.

Em coletiva de imprensa um pouco antes das 22 horas, o chefe da Comunicação Social da PM, coronel Antônio Carlos Freitas, informou ainda que duas pessoas passaram mal e foram encaminhadas ao Hospital de Base. Segundo ele, a reação da polícia militar foi a mais pacífica possível diante da ação dos manifestantes.