9/6/16 15:51
Atualizado em 5/7/16 às 14:00

Casa da Mulher Brasileira promove curso de recolocação profissional

Iniciativa visa quebrar ciclo da violência doméstica. Inscrições vão até sexta-feira (10)

Para estimular mulheres que estão ou que já estiveram em situação de violência doméstica a voltar para o mercado de trabalho, a Casa da Mulher Brasileira, na 601 Norte, promove em 14 e 15 de junho curso de orientação das vítimas. Em parceria com a Secretaria-adjunta do Trabalho, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, o espaço gerido pela Secretaria-adjunta de Políticas para Mulheres e pelo governo federal oferecerá 25 vagas gratuitas para interessadas. As inscrições vão até sexta-feira (10) pelo e-mail autonomia.cmbdf@gmail.com.

Em dois dias, serão avaliadas as habilidades das participantes. Elas também serão orientadas em como se recolocar profissionalmente, preparar currículos, se comportar em entrevista e organizar a vida profissional. “Muitas vítimas não saem da situação de violência por dependência financeira dos parceiros”, explica a coordenadora da Casa da Mulher Brasileira de Brasília, Iara Lobo. De acordo com ela, esse é um dos maiores desafios para romper o ciclo da violência doméstica. “Elas se preocupam não só com a própria integridade, mas principalmente com a dos filhos”, afirma.

A capacitação tem como público-alvo mulheres que já foram atendidas na Casa da Mulher Brasileira, mas é aberto para qualquer interessada a partir dos 16 anos e com ensino fundamental completo. A primeira edição do curso também inaugura o Espaço de Serviço de Promoção da Autonomia Econômica da casa, previsto no programa Mulher, Viver sem Violência, do governo federal. “O objetivo é que a iniciativa ocorra a cada dois meses”, destaca a coordenadora da Casa da Mulher Brasileira.

 

Curso de Recolocação Profissional para Mulheres
14 e 15 de junho de 2016 (quarta e quinta-feira)
Das 14 às 18 horas
Na Casa da Mulher Brasileira (Quadra 601, Lote J, Asa Norte)
Inscrições pelo email autonomia.cmbdf@gmail.com

 

Funcionamento da casa: todos os dias, das 8 às 20 horas
Atendimento do Tribunal de Justiça, da Defensoria Pública e do Ministério Público: de segunda a sexta-feira, das 12 às 19 horas

 

Para denunciar casos de violência doméstica, ligue para a Centro de Atendimento à Mulher: 180