30/6/16 21:48
Atualizado em 30/4/18 às 18:41

Plataforma colaborativa mapeará eventos culturais do DF

Governador participou do lançamento do Mapa nas Nuvens na noite desta quinta (30), em solenidade no anexo do Museu Nacional da República

Todas as informações sobre a cultura de Brasília agora podem ser encontradas na plataforma on-line Mapa nas Nuvens — Cartografia Cultural do DF, por meio da qual qualquer cidadão terá a chance de criar um ponto georreferenciado que mostra a localização de espaços, agentes ou ações culturais, além de incluir informações sobre datas e horários de eventos. O lançamento ocorreu na noite desta quinta-feira (30) no anexo do Museu Nacional da República.

O governador Rodrigo Rollemberg participou do lançamento da plataforma Mapa nas Nuvens — Cartografia Cultural do DF.
O governador Rodrigo Rollemberg participou do lançamento da plataforma Mapa nas Nuvens — Cartografia Cultural do DF. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

De acordo com o secretário de Cultura, Guilherme Reis, o sistema permitirá a formulação de políticas públicas de descentralização de recursos, já que vai oferecer uma visão ampla de como as ações culturais, os agentes da economia criativa e os recursos públicos estão distribuídos geograficamente no Distrito Federal.

Para o secretário, o site marca o começo de um processo para pensar a cultura de Brasília de forma mais abrangente. “Os pequenos ou os grandes espaços, os eventos, os movimentos, os agentes, todos terão visibilidade”, disse. Reis destacou a importância de os cidadãos ajudarem a disseminar a ferramenta e de a plataforma atingir todas as camadas da população.

As atividades nos equipamentos da Secretaria de Cultura ou fomentadas pela pasta terão um selo oficial

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, esteve no evento. “Fico muito feliz em ver uma ferramenta como essa, um instrumento para formulação de políticas públicas feito com grandes parcerias”, agradeceu.

Depois de assistir a uma apresentação sobre o funcionamento do software, Rollemberg reforçou que o governo trabalha para a recuperação dos equipamentos públicos, como o Espaço Cultural Renato Russo, e disse que conta com a ajuda da população no uso da cartografia. “Precisamos da sociedade para nos ajudar a monitorar e fomentar essas políticas públicas.”

Formas de busca no Mapa nas Nuvens — Cartografia Cultural do DF

O sistema permitirá que entes e agentes culturais criem pontos e marquem os territórios de atuação. Outras duas formas de busca para o usuário são por ação cultural, no caso projetos que ocorrem em locais específicos, como shows e oficinas, ou por espaços — definidos como qualquer ponto referenciado para criação, formação e ocupação cultural, como museus e bibliotecas. As atividades nos equipamentos da Secretaria de Cultura ou fomentadas pela pasta terão um selo oficial, garantindo a transparência dos investimentos públicos.

O secretário de Cultura, Guilherme Reis.
O secretário de Cultura, Guilherme Reis. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

O Mapa nas Nuvens representa o primeiro passo para a criação do sistema de informações e indicadores culturais do DF, previsto pelo anteprojeto da Lei Orgânica da Cultura do DF, em fase de construção pela Secretaria de Cultura.

A iniciativa é uma parceria do governo de Brasília com o Observatório de Economia Criativa da Universidade de Brasília e o Instituto TIM. O software livre foi desenvolvido a partir do projeto Mapas Culturais do Instituto TIM, em parceria com o Ministério da Cultura, e está em cidades do Ceará, de Minas Gerais, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e de São Paulo.

Também participaram do lançamento da plataforma o presidente do Instituto TIM, Manoel Horacio; o diretor do Museu Nacional da República, Wagner Barja; a secretária adjunta de Cultura, Nanan Catalão; o presidente da Companhia de Planejamento de Brasília (Codeplan), Lucio Rennó; a colaboradora do governo Márcia Rollemberg; a subsecretária de Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura, Ione Carvalho, e a coordenadora de Formulação de Políticas Culturais da pasta, Lívia Frazão.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Plataforma colaborativa mapeará eventos culturais do DF