20/9/16 16:25
Atualizado em 2/3/17 às 15:39

Obras de acessibilidade no metrô da 114 Sul passam por vistoria

Adequações na estação, por onde transitam diariamente cerca de 110 pessoas com deficiência, foram concluídas em agosto

Com as obras de acessibilidade entregues em agosto, a estação 114 Sul, da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), recebeu na manhã desta terça-feira (20) uma comissão para vistoriar o serviço. Acompanhado de técnicos, supervisores, engenheiros e cadeirantes, o diretor-presidente da companhia, Marcelo Dourado, percorreu a unidade e destacou que as adequações feitas obedecem ao estabelecido pela Norma Técnica 9.050, de 2004, da Associação Brasileira de Normas Técnicas, para padronização da acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos.

Corrimãos com informações em braille fixadas nas extremidades.
Corrimãos com informações em braile fixadas nas extremidades. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Segundo Dourado, com a reforma, a pessoa com deficiência vai ter mais conforto e segurança para transitar pelo local. “Nosso objetivo é que todas as estações obedeçam a esse padrão”, adiantou.

Adaptações na estação 114 Sul do Metrô-DF

A estação passou pelas seguintes adaptações: construção das escadas externas; reforma e adequação de rampas; rebaixamento de meios-fios; instalação de corrimãos duplos em aço inox com informações em braile fixadas nas extremidades; colocação de guarda-corpos em inox e vidro nas escadas internas e de alvenaria revestida em pastilha na rampa externa; alteração do revestimento do piso da Praça do Cidadão e da passagem de pedestre com colocação de granito; instalação de piso tátil em material emborrachado ao longo das rotas acessíveis; colocação de grelhas para drenagem das águas pluviais na área interna da estação; reforma de todos os sanitários com adaptação de equipamentos para auxiliar cadeirantes e com sistema sonoro de alarme em caso de acidentes no banheiro; rebaixamento da bilheteria; e reforma nas salas administrativas, já que há a possibilidade de servidores com deficiência trabalharem no local.

R$ 956 milInvestimento em obras de acessibilidade na Estação 114 Sul do Metrô-DF

O investimento total no serviço foi de R$ 956.203,56 — cerca de 75% custeado pelo governo de Brasília e o restante, com emenda parlamentar. A reforma ocorreu em duas etapas: a primeira, de junho de 2014 a outubro de 2015; e a segunda, de março a julho deste ano.

A inspeção desta manhã foi acompanhada por Paulo Beck, coordenador de Promoção de Direitos de Pessoas com Deficiência, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos; e pelo presidente do Conselho de Defesa dos Direitos de Pessoas com Deficiência, Carlos Guimarães. Ambos são cadeirantes e fizeram questão de testar as adaptações.

Paulo Beck, coordenador de Promoção de Direitos de Pessoas com Deficiência, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, e o diretor-presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado.
Paulo Beck, coordenador de Promoção de Direitos de Pessoas com Deficiência, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, e o diretor-presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Segundo Beck, o resultado da obra cumpre com o determinado pela norma. “Cada pessoa com deficiência tem sua dificuldade ou necessidade específica, e o trabalho aqui foi feito para reduzir ao máximo esses problemas”, apontou. Na opinião de Carlos Guimarães, “a acessibilidade é um processo constante”. De acordo com ele, a reforma atende às diversas peculiaridades, mas sempre é possível fazer ajustes para melhorar a mobilidade das pessoas.

Conforme levantamento do Metrô, cerca de 110 pessoas com deficiência passam diariamente por essa estação, que tem um fluxo mensal de 50 mil pessoas.

Mais estações de metrô serão completamente acessíveis

Durante a assinatura do decreto que regulamenta o Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, na segunda-feira (19), quando a estação 112 Sul passou a se chamar Estação Cidadania, o diretor-presidente do Metrô, Marcelo Dourado, destacou que a próxima a passar pelo processo para se tornar completamente acessível é a unidade Arniqueiras.

“Já temos R$ 350 mil do governo de Brasília para iniciar esse trabalho, e o edital está previsto para ser publicado até novembro”, finalizou Dourado.

Edição: Gisela Sekeff

Galeria de Fotos

Obras de acessibilidade no metrô da 114 Sul passam por vistoria