20/2/17 13:49
Atualizado em 20/2/17 às 17:47

Mais de 100 servidores serão homenageados com a Medalha do Mérito Buriti

Entrega está marcada para esta terça (21), em solenidade aberta ao público no Centro de Convenções, com apresentação da orquestra sinfônica

Para reconhecer o trabalho de pessoas que cooperaram para melhorar a produtividade ou reduzir gastos públicos, o governo de Brasília vai entregar a 126 servidores a Medalha do Mérito Buriti nesta terça-feira (21), a partir das 18h30, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Os homenageados são de diversos órgãos, trabalham há mais de dez anos no governo e serão agraciados por desempenharem as funções de modo relevante, com dedicação e zelo pelo serviço público, além de ética e compromisso.

“O objetivo de retomarmos a medalha é homenagear todos os servidores que se dedicam dia e noite para que seu trabalho seja bem realizado. E que todos nós cumpramos com nosso papel de servir ao público. Essas pessoas estão sendo homenageadas pelo amor com que fazem seu trabalho. É uma homenagem com muita sinceridade aos servidores que se dedicam para que nossa cidade seja sempre um lugar melhor”, explicou a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos.

A solenidade será aberta ao público, ao som da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, que fará apresentação gratuita no Auditório Planalto.

O local do evento, a organização, a decoração e a orquestra, além das medalhas, são colaborações de órgãos do governo sem qualquer custo extra.

A Medalha do Mérito Buriti

A Medalha do Mérito Buriti é uma tradição no Distrito Federal. Na década de 1970, foi editado o Decreto nº 1.488, que já instituía a congratulação para servidores do DF com o mínimo de dez anos de efetivo exercício. O último evento para condecorar os servidores com a medalha ocorreu em 2010.

O decreto determina que a medalha seja destinada a servidor “sem qualquer falta ou punição que tenha desempenhado suas funções de modo relevante, demonstrando dedicação e zelo pelo serviço público ou por ter contribuído com sugestões, planos e projeto, não elaborados em decorrência de suas funções e que visem proporcionar aumento de produtividade, melhor racionalização ou economia dos gastos públicos”.

Medidas de valorização dos servidores públicos do DF

Também com o objetivo de valorizar os servidores do governo de Brasília, outras iniciativas estão em vigor, como a ampliação de sete para 30 dias da licença-paternidade, os cursos e as palestras oferecidos pela Escola de Governo, com mais de 31 mil servidores atendidos desde 2015, e a adoção do nome social em todo o governo, além do programa de preparação para a aposentadoria, instituído pelo Decreto nº 37.944, de 5 de janeiro de 2017.