10/11/17 21:10
Atualizado em 10/11/17 às 21:34

Sindicato descumpre acordo, e metrô ficará fechado neste sábado (11)

Até as 20h30 desta sexta (10), a Companhia do Metropolitano do DF não havia recebido a lista de empregados escalados para trabalhar amanhã. Relação deveria ter sido enviada até as 14 horas

Os trens da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) não vão circular neste sábado (11). As estações estarão fechadas porque o Sindicato dos Metroviários não apresentou até as 20h30 desta sexta-feira (10) a lista de empregados que trabalhariam amanhã.

Segundo acordo firmado com a empresa pública e enviado ao sindicato, a relação de trabalhadores deve ser entregue até as 14 horas do dia anterior ao da escala.

Essa exigência se deve à necessidade de cumprimento da decisão liminar proferida pelo Tribunal Regional do Trabalho, que determinou a circulação de 90% dos trens em horários de pico, 60% nos demais horários e 100% do funcionamento do Metrô no domingo (12), data das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Leia a íntegra de nota oficial do Metrô-DF:

O Metrô-DF informa que até as 20h30 desta sexta-feira (10) o Sindicato dos Metroviários não apresentou a lista de empregados para trabalhar neste sábado (11). De acordo com Carta da companhia enviada ao sindicato a lista de empregados deve ser entregue até as 14h do dia anterior ao da escala de trabalho.

Essa exigência deve-se à necessidade de cumprimento da decisão liminar proferida pelo Tribunal Regional do Trabalho, que determinou a circulação de 90% dos trens em horários de pico, 60% nos demais horários e 100% do funcionamento do Metrô no dia 12 (domingo), data das provas do Enem. Para não prejudicar os estudantes e garantir o acesso ao sistema metroviário e à decisão judicial, esta companhia está impossibilitada de abrir neste sábado (11) por falta de empregados.

Portanto, o Metrô-DF não circulará neste sábado e terá todas as suas 24 estações abertas no domingo, de 8h30 às 19h.

Na segunda-feira, a direção se compromete a funcionar no horário de pico (6h às 10h e de 16h30 às 20h30).