21/12/17 12:22
Atualizado em 2/3/18 às 16:47

Cartas do Prospera são entregues a 11 microempreendedores

Montante de R$ 79.740 é o primeiro aporte do BRB no programa, de um total de R$ 50 milhões previstos para investimento em cinco anos

Onze microempreendedores urbanos receberam, nesta quinta-feira (21), cartas de crédito do Prospera no valor total de R$ 79.740. Esse foi o primeiro aporte do Banco de Brasília (BRB) no programa, de um total de R$ 50 milhões previstos para investimento em cinco anos.

Onze microempreendedores urbanos receberam, nesta quinta-feira (21), cartas de crédito do Prospera no valor total de R$ 79.740. Esse foi o primeiro aporte do Banco de Brasília (BRB).
Onze microempreendedores urbanos receberam, nesta quinta-feira (21), cartas de crédito do Prospera no valor total de R$ 79.740. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Tradicionalmente, o programa de microcrédito era interrompido em dezembro e retomado em março, período em que passava por ajustes e quando os recursos do DF costumam ficar menos disponíveis.

Mas, graças à assinatura de termo de cooperação entre o BRB e a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, o Prospera não sofrerá interrupção para a área urbana nesse intervalo.

A cabelereira Juliana Carolina da Silva, de 25 anos, foi uma das beneficiadas com a parceria. Ela abriu o próprio negócio há dois anos, em Samambaia Norte, e com o primeiro crédito do Prospera, recebido hoje (21), pretende investir na compra de equipamentos e produtos e na mudança para um espaço maior.

“Por meio da minha contadora, eu comecei a me interessar pelo Prospera. A ideia era buscar o crédito ano que vem, mas a demanda dos meus clientes está muito alta, o que me forçou a pegar agora”, explicou Juliana.

Veterana, a costureira em Samambaia Sul Clóris Nunes Lopes, de 50 anos, recorreu ao programa pela quinta vez. “Eu comecei com duas máquinas semi-industriais e agora estou com cinco máquinas industriais”, contou. Com a carta de hoje, ela vai adquirir matéria-prima.

A entrega ocorreu no Setor Comercial Sul, no auditório da Secretaria Adjunta do Trabalho, da pasta do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. “Empreender não é fácil; é sacrifício, luta, mas traz resultados”, destacou o secretário adjunto do Trabalho, Wagner Rodrigues.

Como solicitar o Prospera

Todas as agências do trabalhador podem auxiliar com informações sobre o Prospera, mas os pedidos de crédito para a cidade são feitos nas unidades do Plano Piloto (Setor Comercial Sul, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3), de segunda a sexta, das 8 às 18 horas.

No caso da área rural, é preciso ir a um dos postos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) a partir de meados de fevereiro.

Duas cartilhas — uma para o público urbano e outra para o rural — auxiliam com mais informações sobre o Prospera.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Cartas do Prospera são entregues a 11 microempreendedores