13/4/18 19:46
Atualizado em 13/4/18 às 20:07

Iluminação do Buriti alerta sobre acidentes e doenças do trabalho

Sede do governo de Brasília adere à campanha nacional Abril Verde e volta a atenção para segurança e saúde do trabalhador. Em 2017, foram 10 mortes decorrentes da atividade profissional no DF

Até o fim de abril, o Palácio do Buriti ficará iluminado na cor verde em alusão à campanha nacional de prevenção dos acidentes de trabalho. A ação faz parte das atividades do Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, celebrado no próximo dia 28.

Iluminação verde do Palácio do Buriti é em alusão ao Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, celebrado no próximo dia 28. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília
Iluminação verde do Palácio do Buriti é em alusão ao Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, celebrado no próximo dia 28. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Articulada pelo Ministério do Trabalho, a campanha visa conscientizar empregadores, funcionários e sociedade sobre a necessidade de observar as normas de segurança e saúde no ambiente profissional.

Em 2017, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) recebeu 5.133 comunicados de acidentes de trabalho no Distrito Federal. Para o coordenador da campanha, José Almeida, os números representam só uma porcentagem da realidade.

“A estatística ainda é falha. Pois o INSS deixa de fora todos os servidores comissionados, os autônomos e os que não tenham a carteira de trabalho”, explica Almeida.

"A ideia é criar uma cultura de prevenção para proporcionar apoio ao empregador e ao funcionário"José Almeida, coordenador da campanha Abril Verde

De acordo com Almeida, a taxa seria bem maior se fossem contados todos os profissionais das diferentes áreas. “Por isso, focamos nas campanhas. A ideia é criar uma cultura de prevenção para proporcionar apoio ao empregador e ao funcionário”, pontua.

Segundo dados disponíveis no INSS, as quedas — de alto de estruturas e no mesmo nível — e os impactos físicos são os tipos mais comuns de acidentes em ambiente profissional.

No Distrito Federal, houve 10 notificações de mortes decorrentes de atividade no local de trabalho. Entre elas, quatro foram relacionados a impactos, três causadas por queda em altura e uma por acidente com energia elétrica. Duas não tiveram a causa informada.

Com base nesse perfil, o Ministério do Trabalho divulgará, ainda neste mês, cartilhas sobre atividade em altura, além de um manual explicativo sobre a norma regulamentadora 35, que trata sobre condições seguras em que o funcionário fica suspenso acima do nível do solo.

O órgão ainda disponibilizará uma cartilha sobre adoecimento ocupacional, que busca orientar trabalhadores e empregadores sobre o tema. Os informativos serão publicados no site do ministério.

Edição: Vannildo Mendes

Galeria de Fotos

Iluminação do Buriti alerta sobre acidentes e doenças do trabalho