22/1/19 19:37
Atualizado em 24/1/19 às 17:11

SOS DF supera 12 mil ações em 20 dias

41 tipos de serviços, entre os quais substituição de lâmpadas, roçagem, podas de árvores, remoção de lixo, pintura de faixa, limpeza de boca de lobo e desobstrução da rede, além da operação tapa-buraco

11 regiões administrativas já são atendidas pelo SOS DF

 

Foram realizadas no período 12.053 ações. O destaque vai para as 3.633,31 toneladas de massa asfáltica produzida pela Novacap e distribuída para o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e administrações regionais, para a recuperação de ruas e rodovias do DF. São 2.422 caminhões, cada um com 15 toneladas.

O Departamento de Parques e Jardins (DPJ) contabiliza quase 4 milhões de m2 de área roçada, o equivalente a cerca de 470 campos de futebol. Já a CEB fez o reparo ou trocou 497 lâmpadas, o Detran pintou 429 faixas de pedestres e o SLU retirou das ruas quase 14 mil toneladas de lixo no período.

Até agora 12 regiões administrativas foram atendidas e o programa já passou pelo Sol Nascente, Itapoã, Paranoá, Plano Piloto, Gama e por Taguatinga, Ceilândia, Santa Maria, Vicente Pires, São Sebastião, Gama e Samambaia.

As ações do SOS DF contaram ainda com 2.600 visitas de agentes do DF Legal (antiga Agefis), que prestaram orientações aos moradores sobre o descarte de objetos e materiais sem utilidade, que muitas vezes ficam jogados no quintal e podem acumular água.

“Essas obras fazem a diferença na vida dos moradores. São pequenos reparos que fazem a população se sentir cuidada. É isso o que queremos: trabalhar para dar melhor qualidade de vida às pessoas. Com isso, os próprios moradores vão entrar nesse programa com a gente, não vão jogar mais lixo nas ruas, nem quebrar os equipamentos públicos, como lixeiras”, explicou o chefe do Executivo.

Hoje, durante o lançamento do SOS DF Rural, o governador foi recebido pelos moradores com faixas de agradecimento pelos serviços já executados na região. “A população já está sentindo a diferença e esse é o resultado: as pessoas estão felizes, já percebem que não viemos para brincar. É isso o que quero ver”, afirmou.

No entendimento do secretário de Obras e Infraestrutura do DF, Izidio Santos, o mais importante nessa ação é levar ao cidadão o que ele espera do governo. “Precisamos dar uma resposta imediata para o cidadão, por isso trabalhamos com ações emergenciais”, comentou.

Obras de grande porte

O SOS DF, no entanto, está à frente de outras obras pela cidade. Na noite de segunda-feira, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) começou a recuperação do Eixão, a rodovia mais movimentada do DF, por onde passam, em média, 120 mil veículos, diariamente. Essa obra está orçada em R$ 13 milhões e o prazo de entrega é de seis meses.

A intervenção compreende o microrrevestimento asfáltico da pista de rolamento – incluindo serviços de reparos localizados – e a sinalização horizontal da rodovia, no trecho entre o Trevo de Triagem Norte (TTN) e o Trevo de Triagem Sul (TTS) – aproximadamente 16 km – , além da faixa de pavimento de concreto entre o túnel do aeroporto e o viaduto da DF-051/DF-002.

Outro trabalho realizado pelo SOS DF foi a recuperação e manutenção da área externa da Catedral Metropolitana de Brasília. Equipes da Novacap realizaram serviços e reparos na estrutura do ponto turístico e a área segue liberada para visitação.

A operação teve como objetivo a limpeza do tanque e selamento de rachaduras existentes. O sistema de escoamento foi desobstruído para evitar transbordamentos e desperdício de água. Equipes de jardinagem também estiveram no local e realizaram a roçagem do mato alto ao redor de todo o monumento.

Para a realização do serviço foi necessário esvaziar o espelho d’água, que permaneceu assim até o início da tarde desta segunda (21). Foram necessárias três equipes com um total de 14 servidores divididos entre pedreiros, encarregados e jardineiros. Foram utilizados caminhões desobstruidores, máquinas de roçagem e caminhões-pipa, para escoar e recolocar a água no local.

O governador Ibaneis Rocha lembra que o ponto turístico é considerado um cartão-postal da cidade e esta operação é uma ação de manutenção de monumentos e espaços públicos do Distrito Federal. “Esta é uma força-tarefa com nossas equipes para deixar a Catedral em melhores condições para a população, pois sabemos que a Catedral é um dos pontos mais visitados da capital”, ressalta.

Galeria de Fotos

SOS DF no Gama