28/5/19 17:35
Atualizado em 25/6/21 às 13:54

#MetaaColher: Secretaria de Segurança lança campanha de prevenção ao feminicídio

Com o slogan “A melhor arma contra o feminicídio é a colher”, o movimento se pauta em estatísticas

A Secretaria de Segurança Pública (SS) lança a campanha #MetaaColher, que convida a sociedade a repensar a máxima “em briga de marido e mulher não se mete a colher”. O projeto busca expor o papel de responsabilidade de cada cidadão como engrenagem importante na cruzada contra o feminicídio.

Com o slogan “A melhor arma contra o feminicídio é a colher”, o movimento se pauta em estatísticas levantadas pela Câmara Técnica de Monitoramento de Homicídios e Feminicídios (CTMHF) da SSP. Uma delas constatou que mais de 90% dos crimes de feminicídio no DF acontecem dentro de casa, em contexto de violência no ambiente familiar.

Para o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, delegado Anderson Torres, é necessário desconstruir o padrão de comportamento omisso que muitas vezes uma testemunha assume diante de uma cena de violência doméstica.

“Sempre digo que o feminicídio é um crime de difícil prevenção e fácil elucidação, pois é na privacidade de casa, longe da intervenção do Estado, que um estopim pode vir a desencadear um crime dessa natureza. Muitas vezes familiares, amigos e vizinhos presenciam alguma situação que pode vir a ser o gatilho para algo mais grave. Por isso, nossa campanha #MetaaColher expõe que devemos contribuir para quebrar a corrente de violência doméstica para diminuir e até mesmo zerar as estatísticas sobre o assunto”, explica o secretário.

A campanha buscar engajar e encorajar a sociedade por meio de vídeos e posts nas redes sociais concentrando todas as ações por meio da hashtag #MetaaColher.

Esforço concentrado

A campanha #MetaaColher faz parte de uma série de esforços empreendidos pela SSP, desde o começo da atual gestão, pela conscientização e enfrentamento ao feminicídio. Em março, a pasta lançou um estudo que traça um raio-X desse tipo de crime no DF, em que ficou constatada a necessidade de aprofundamento dos trabalhos de prevenção contra a violência doméstica e a conscientização do meio social frequentados pelas mulheres.

Ainda houve a reabertura e readaptação do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), na galeria da Estação 102 Sul do Metrô, onde vítimas de violência de gênero são acolhidas e passam por atendimento psicológico, pedagógico e orientação jurídica.

Tais ações refletem a preocupação perene da SSP no aperfeiçoamento e implementação de políticas públicas para prevenir e coibir crimes de feminicídio no DF.

A campanha #MetaaColher poderá ser acompanhada nas redes sociais da SSP:

Facebook: http://facebook.com/sec.segurancadf/

Twitter: http://twitter.com/secsegurancadf

Instagram: http://instagram.com/ssp.df

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública