3/7/19 17:33
Atualizado em 4/7/19 às 14:20

Paco Britto inspeciona obras da plataforma superior da Rodoviária

Desde que parte do terminal foi interditada, a fissura da estrutura, que teve um aumento de 0,4 centímetro para 1,5 em apenas três meses, se manteve estável

Foto: Renato Alves / Agência Brasília

O governador em exercício Paco Britto inspecionou nesta quarta-feira (3) as obras de recuperação da plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto. Após a interdição do terminal, na semana passada, técnicos estão vistoriando o local diariamente. Desde que o trânsito de ônibus e caminhões foi proibido, a fissura da estrutura, que teve um aumento de 0,4 centímetro para 1,5 em apenas três meses, se manteve estável. 

Paco Britto explicou que a primeira etapa das obras será a derrubada da cobertura das duas laterais da plataforma superior para que a equipe tenha acesso às vigas internas. “Estamos fazendo com que essa interdição seja a mais segura possível para a população. A rodoviária é um dos principais pontos de Brasília e este governo tomou a iniciativa de entregar um lugar confortável para os moradores do Distrito Federal”, ressaltou.

Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Ainda de acordo com o secretário de Obras e Infraestrutura, Izídio Santos, as obras devem começar em breve e estão dentro do prazo estipulado de 90 dias. Já o valor estimado, de R$ 6 milhões, deve diminuir. Também acompanharam a inspeção os secretários de governo, José Humberto, e o de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, além do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-DF), Fauzi Nacfur, e do diretor de edificações da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Francisco Ramos. 

Sobre a reforma  

Após vistorias da Novacap detectarem dilatação nas fissuras da estrutura que dá sustentação ao piso superior da Rodoviária do Plano Piloto na última quarta-feira (26), o governador Ibaneis Rocha determinou que o trânsito fosse totalmente interrompido. Inicialmente, um escoramento metálico foi implantado no local. As fissuras serão tratadas com um material químico utilizado nesse tipo de obra. Ligas de fibra de carbono – material mais moderno e eficaz que o aço – serão utilizadas na recuperação do terminal. (saiba mais aqui). 

Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Como medida de segurança, o trânsito de veículos pesados foi proibido. O tráfego de carros e motocicletas será permitido apenas na pista que liga o Eixo L Sul ao Eixo L Norte. Por ali, condutores que se deslocam da Asa Sul para a Asa Norte poderão seguir na mesma via, porém, com apenas duas faixas de acesso liberadas.

Já a terceira faixa será revertida para atender o fluxo dos motoristas que seguem em sentido contrário, da Asa Norte para a Asa Sul. Nenhum veículo poderá atravessar a via que liga o shopping Conjunto Nacional ao Conic, no sentido Norte-Sul. Por ali o trânsito será totalmente interrompido e só será permitida a passagem de pedestres e ciclistas. Os estacionamentos da parte superior da rodoviária também serão temporariamente interditados. (saiba mais aqui).  

Outra obra que visa a reforma da rodoviária está sendo realizada desde agosto de 2014 pela Novacap, mas ficou parada por cerca de um ano e meio. Entre as ações que estão sendo feitas estão a revitalização da arquitetura, instalações elétricas e mármores, manutenção do sistema de ar condicionado, de incêndio, de câmeras, de sonorização, entre outros.