20/8/19 11:53
Atualizado em 20/8/19 às 18:16

Asfalto chega às ruas do Lote 3 de Bernardo Sayão

Serviços estão sendo intensificados para que homens e máquinas aproveitem o período de estiagem

Retomadas em julho deste ano, as obras de infraestrutura no lote 3 do Setor Habitacional Bernardo Sayão já apresentam resultados para a população: os serviços de asfaltamento, tão aguardado pelos moradores, estão a todo vapor.

“É um alívio saber que estão asfaltando. Conviver com a obra é um transtorno. Mas quando paralisa, então, é uma sensação de desânimo e frustração. Esperamos que termine logo”, afirmou Jacira Silva, aposentada que mora na região.

O sentimento de alívio da moradora é fruto de um trabalho intenso do Governo do Distrito Federal (GDF) que, por meio da Secretaria de Obras, colocou em marcha diversas obras que estavam paralisadas. 

Foto: Secretaria de Obras/DF

“O lote em questão era considerado ‘problemático’, uma vez que o retorno das máquinas estava condicionado à resolução de problemas jurídicos envolvendo a empresa contratada para execução dos serviços”, explicou Izidio Santos Junior, secretário de obras do GDF.

A expectativa agora é pela entrega dos serviços no prazo previsto. Com um investimento de cerca de R$ 13 milhões, o lote 3 do Setor Habitacional receberá 3,6 quilômetros de drenagem, 9,9 quilômetros de pavimentação e 25 mil metros quadrados de calçadas.

“Com planejamento e cronograma definido, a entrega está mantida para 2021”, salientou Sérgio Lemos, subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras do GDF.

Três lotes

Dividida em cinco lotes, as obras no Setor Habitacional, até o momento, tiveram serviços realizados em três lotes (2, 3 e 4), totalizando uma execução de cerca de 5%. No momento, os lotes 2 e 3 estão em obras, enquanto a Secretaria de Obras busca solução para retomar os serviços nos 1, 4 e 5.

As obras de urbanização no Setor Habitacional Bernardo Sayão, no Guará, incluem a execução de 19 quilômetros de rede coletora de águas pluviais e 55 quilômetros de pavimentação asfáltica, além de calçadas e meios-fios. 

R$ 56 milhõestotal de investimentos nas obras

O investimento é de R$ 56 milhões, com recursos da Caixa Econômica (95%), por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e contrapartida do GDF (5%). O valor final foi 35% menor do que o inicialmente previsto na licitação.

As obras de urbanização de todo o setor, que tem uma área territorial de 354,74 hectares, irão beneficiar aproximadamente 40 mil pessoas e terão um impacto na economia do Distrito Federal, gerando cerca de 130 empregos diretos e outros 350 indiretos.

 

* Com informações da Secretaria de Obras.