4/9/19 15:12
Atualizado em 4/9/19 às 15:16

Brasília é destaque em competição nacional de paracanoagem

Esportistas da cidade conquistam o título geral do Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem

Título geral da competição foi para a Associação Caiakagem de Canoagem | Foto: Divulgação / Secretaria de Esporte

Com 17 remadores paralímpicos, Brasília esteve muito bem representada no Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, competição realizada entre 29 de agosto e 1º de setembro na capital federal. Os atletas de paracanoagem do Distrito Federal conquistaram 23 medalhas, das quais dez de prata e 13 de bronze, resultado que deu à Associação Caiakagem de Canoagem (ACkC Brasília) o título geral da competição.

Nas últimas cinco edições a competição teve Curitiba como palco. Realizar o evento em Brasília, diz o secretário de Esporte e Lazer, Leandro Cruz, foi um desafio. “O objetivo é transformar o Lago Paranoá numa grande arena esportiva. O lago tem uma beleza natural e é muito propício para a prática de modalidades aquáticas. O evento também é fundamental para fomentar a canoagem e a paracanoagem no Distrito Federal. Este é o principal legado deste evento”, defendeu.

Foram destaques individuais na competição os atletas Uilian Ferreira e Kássia Gomes, que conquistaram quatro medalhas cada, além de Luciano Lima. Remador experiente – ostenta em seu currículo um mundial de canoagem maratona, conquistado em 2017 –, Luciano hoje busca uma vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Atletas de Brasília conquistaram 23 medalhas no Lago Paranoá | Foto: Divulgação / Secretaria de Esporte

“Consegui dois terceiros lugares – o que foi muito bom, porque minha categoria é muito forte. Eu uso um barco inferior aos dos meus principais adversários, e agora eu consegui um barco novo que foi cedido para treinamento pela Confederação [Brasileira de Canoagem] a pedido da Secretaria de Esporte e Lazer. Ele é mais rígido, mais pesado e, com esse barco, vou conseguir competir de igual para igual com os adversários”, acrescentou Luciano, que disputa a mesma categoria do campeão mundial Luis Carlos Cardoso.

Entre as mulheres, Kássia Gomes subiu no pódio quatro vezes, com três pratas nas categorias KL1 500m, VL2 200m e VL2 500m e um bronze na KL1 200m. “As provas foram ótimas e eu ainda ajudei a equipe a pontuar. Conseguimos o primeiro lugar para o Distrito Federal”, festeja Kássia.

Para o presidente da Federação Brasiliense de Canoagem (Febracan), Rubens Pompeu, realizar o campeonato em Brasília foi fundamental para o fomento da modalidade na região. “Este campeonato foi muito importante e muito estratégico para o DF. Durante o evento a gente teve a visita de vários alunos de colégios públicos para conhecer a canoagem e tietar os atletas campeões olímpicos e mundiais. E, assim, despertar a curiosidade dessa garotada. E os atletas de Brasília ainda puderam mostrar todo o potencial nas raias. A gente está cada vez mais forte na paracanoagem, com mais de 40 medalhas que vão ficar com os nossos atletas e a ainda o título da competição. Estão todos de parabéns”, concluiu.

Confira a lista com os medalhistas de Brasília:

Danielle Marinho – bronze VL3 200 e VL3 500

Carla Camargo – bronze VL3 200m e VL3 500m

Daniele Lage – prata KL3 500m e bronze KL3 200m

Estevão Lopes – prata VL1 200m e VL1 500m

Fabrício Amorim – prata VL2 200 e VL2 500; bronze KL 2 500

Kássia Gomes – prata VL2 200 e VL 500; prata KL1 500 e bronze KL 200

Luciano Lima – bronze KL1 200m e KL1 500m

Pâmela Kessler – bronze KL3 500m

Uilian Ferreira – prata KL2 200m e KL2 500m; bronze VL3 200m e VL3 500m

* Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer