4/9/19 16:24
Atualizado em 4/9/19 às 16:37

Obras: revitalização da Praça do Povo e do SRTVS mais perto de saírem do papel

Reforma dos espaços é uma das prioridades do Governo do Distrito Federal

As obras de revitalização da Praça do Povo, no Setor Comercial Sul (SCS), e do Setor de Rádio e TV Sul (SRTVS) estão mais perto de sair do papel. Isso porque as Secretarias de Obras e de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) concluíram os projetos e já encaminharam para licitação.

“A realização da licitação é a última etapa do processo. Acredito que em 120 dias as obras efetivamente comecem”, diz Izídio Santos, Secretário de Obras do Distrito Federal. “Os recursos oriundos do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (Fundurb) estão garantidos”, acrescenta.

O SCS foi desenhado para ser o centro comercial da cidade. Diariamente passam por lá cerca de 150 mil pessoas. O que se vê hoje, no entanto, são prédios mal cuidados, calçadas destruídas e falta de vagas. Para mudar essa situação, o Governo do Distrito Federal vai revitalizar a Praça do Povo, além das Quadras 3 e 5. O investimento total será de R$ 4,2 milhões.

A proposta cria novas possibilidades de utilização dos espaços públicos, transformando becos em praças, permitindo a multifuncionalidade do local para prática do skate, apresentação de espetáculos e  ordenar as áreas para o funcionamento de quiosques.

Fotos do projeto:

SRTVS 

O projeto tem como objetivo desenvolver o uso do transporte público, propondo intervenções que possibilitem o deslocamento de pedestres, pessoas com deficiência e ciclistas por todo o setor. O investimento será de R$ 4,5 milhões.

As interferências consistem no alargamento e inclusão de novas calçadas, melhoria das travessias de pedestres e da arborização, reforma do acesso do ponto de ônibus da via W3, configuração de rotas para e, também, nova distribuição dos quiosques já existentes no local.

“O SCS e o SRTVS fazem parte da história da cidade. Não podemos deixar a situação como está. Essa revitalização vai trazer cara nova a esses locais, estimulando o comércio e o tráfego de bens e pessoas”, afirma se Secretária Executiva de obras, Virgínia Sanchez.

*  Com informações da Secretaria de Obras