6/9/19 16:59
Atualizado em 6/9/19 às 16:59

Vias internas do Jardim Botânico ganham quebra-molas

A medida é para evitar o atropelamento de animais

O Jardim Botânico de Brasília (JBB) está instalando quebra-molas na via que liga a entrada privativa ao centro de visitantes. Além de controlar a velocidade dos veículos que trafegam dentro da unidade de conservação para evitar acidentes com pedestres e ciclistas, a medida visa reduzir o número de atropelamentos de animais silvestres.

Entre janeiro e junho deste ano, já foram registrados 14 óbitos de 8 espécies distintas dentro e em áreas próximas ao JBB.

De acordo com o gerente de preservação, Pedro Cardoso, a instalação desses equipamentos vai somar esforços ao trabalho de conscientização desenvolvido na unidade sobre os cuidados ao entrar em uma área de preservação.

“Esse alto número de atropelamentos pode estar diretamente relacionado à pavimentação da via interna, que induz os visitantes a conduzirem em maior velocidade, mas somado ao trabalho de conscientização tentaremos diminuir esses índices e mostrar a importância da conservação da fauna”, complementou.

Os répteis são as maiores vítimas, por serem rastejantes e se movimentarem lentamente. “Muitos motoristas desatentos acabam não notando que estes animais estão na pista e os atropelam. Por isso é fundamental que os visitantes sejam orientados a dirigir com atenção em todas as vias internas e próximas ao Jardim Botânico, a fim de evitar estes incidentes trágicos”, reforçou Roberto Cavalcanti, chefe do núcleo de monitoramento e controle do Jardim Botânico.

Além das cobras, a equipe encontrou tamanduá-bandeira, capivaras, micos e aves atropelados neste ano. A pavimentação e a instalação dos quebra-molas é resultado da parceria com a Novacap e as administrações regionais do Jardim Botânico e São Sebastião.

* Com informações do Jardim Botânico de Brasília