17/9/19 18:01
Atualizado em 17/9/19 às 18:01

Quebra-molas no Itapoã garantem segurança para estudantes

Com 700 alunos, Escola Classe 2 ganhou dois redutores de velocidade

Fotos: Renato Araújo / Agência Brasília

Uma obra simples e a baixo custo garantiu mais segurança aos 700 estudantes da Escola Classe 02 do Itapoã. Dois quebra-molas foram instalados em frente ao colégio pelo programa GDF Presente e toda a sinalização já foi feita pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF).

A solicitação para instalar redutores de velocidade foi reivindicada pelo vice-diretor do escola, Dario da Silva Medeiros. Segundo ele, o pedido já havia sido feito em anos anteriores. Porém, sem sucesso. “Estou muito satisfeito, em menos de um mês fui atendido. Achei o atendimento perfeito, muito rápido”, pontuou.

“Nossa intenção é evitar acidentes. Os quebra-molas forçam motoristas a reduzirem velocidade. Existe consenso em andar devagar perto de escolas, mas existem exceções. Por isso fizemos a solicitação.”

Pai de um aluno, o operador de caldeira Evanilson França Ribeiro, 40 anos, conta que muitas pessoas passam em alta velocidade no local. “Agora teremos mais segurança.” Fundada em setembro de 2009, a Escola Classe 02 funciona nos períodos matutino e vespertino. Ao todo são 28 turmas, do jardim de infância ao ensino fundamental.

De acordo com o Núcleo de Segurança e Prevenção de Acidentes do Detran (Nuspa), só neste ano foram emitidas 118 autorizações para construção de quebra-molas. Cada liberação inclui, em média, duas ou três ondulações. De acordo com a Novacap, 80 redutores de velocidade foram construídos em todo o Distrito Federal entre janeiro e setembro.

Outras ações

O programa GDF Presente teve início no Itapoã em meados de agosto. O programa também fez outras ações na região, tais como: remoção de entulho, recuperação asfáltica, pavimentação na DF 250 e, também, operação tapa-buraco.