19/9/19 17:23
Atualizado em 19/9/19 às 17:25

Trabalhadores da construção civil debatem os temas família e relacionamento

Palestra, direcionada a operários de um canteiro em Ceilândia, foi organizada pelo Grupo Mulheres do Brasil e teve apoio da Secretaria de Obras

O Grupo Mulheres do Brasil debateu com trabalhadores da construção a temática “Família e relacionamento”. O evento foi realizado na manhã desta quinta-feira (19) no canteiro de obras da empresa GW, em Ceilândia Norte. Durante 40 minutos, o psicólogo Geison Isidro conversou com os trabalhadores, todos do sexo masculino, sobre a importância dos laços familiares como base da sociedade. “Trabalhamos para mostrar a eles a função e o papel de cada um dentro dos seus próprios lares e, com isso, auxiliá-los a refletir sobre elementos que muitas vezes não são notados ou negligenciados no ciclo familiar”, explicou.

Após a palestra, alguns participantes compartilharam episódios vivenciados por eles no dia a dia doméstico. O funcionário Hudson Pereira, 27 anos, casado e pai de família, tirou proveito do evento. “Essa reunião serviu para nos lembrar de que o eixo da família é o respeito e que cada um, tanto o marido quanto a mulher, tem sua importância dentro do casamento”, declarou.

Parceria
A iniciativa do projeto faz parte de uma parceria da Secretaria de Obras e Infraestrutura com o Grupo Mulheres do Brasil, que atua voluntariamente com o objetivo de sensibilizar os homens quanto ao cuidado e o trato com suas companheiras dentro do ciclo familiar. 
“É a única ação que trabalha diretamente com homens e a ideia é realmente levar esse viés de carinho, cuidado e família”, explicou a coordenadora do projeto, Tatiane Araújo.

Esse foi o segundo evento realizado em canteiro de obras públicas pelo Grupo. De acordo com Tatiane, a meta é ampliar esses encontros para levar aos operários um momento de reflexão em assuntos relacionados à família e, consequentemente, em seus relacionamentos interpessoais. Estão programados mais dois eventos para este ano. Para 2020, a expectativa dos organizadores é que sejam realizados mais de seis eventos.

*Com informações da Secretaria de Obras