25/9/19 10:52
Atualizado em 25/9/19 às 10:52

Ações qualificam servidor da Atenção Primária à Saúde

Objetivo é consolidar o programa no DF, avaliando e certificando equipes para oferecer à população um atendimento humanizado

Porta de entrada para o atendimento na rede pública, a Atenção Primária à Saúde é responsável por resolver até 80% das demandas da população. Para aprimorar ainda mais essa assistência, a Secretaria de Saúde lançou, nesta terça-feira (24), o Programa de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (APS), o Qualis APS – ação que objetiva o fortalecimento da Estratégia Saúde da Família.

“O objetivo é consolidar o programa no DF, fazendo avaliações e certificações das equipes, para oferecer o melhor à população. Parcerias importantes foram firmadas nesse processo de qualificação para disponibilizar conhecimento, infraestrutura e treinamento de pessoal e, assim, alcançar uma saúde sustentável e um atendimento humanizado”, ressaltou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

Foto: Mariana Raphael/Saúde-DF

O programa, conforme explicou o titular da pasta, busca fortalecer e qualificar a gestão e os serviços prestados na APS do Distrito Federal, articulando ações de avaliação, capacitação, aperfeiçoamento e estratégias de comunicação, com base em padrões de qualidade construídos de forma participativa.

O Qualis APS possui uma fase avaliativa de 600 equipes – incluindo os serviços de saúde bucal. Além disso, tem como metas a capacitação de 160 profissionais da Secretaria de Saúde no Curso de Especialização em Gestão de Estratégia de Saúde da Família e a oferta de aperfeiçoamento para 2,2 mil profissionais da pasta.

“O impacto do programa será evidenciar as dificuldades e trazer maior clareza dos problemas, para que os gestores e servidores possam planejar e melhorar as ações das equipes de atenção integral da saúde”, completou o diretor da Estratégia Saúde da Família, José Eudes Barroso Vieira.

Parceiros
O programa é uma parceria entre a Secretaria de Saúde, Universidade de Brasília (UnB), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec).

 No lançamento, os parceiros da Saúde foram unânimes em destacar que o Qualis APS busca possibilitar à população atendimento com qualidade e resolutivo, sendo organizado o mais próximo possível das necessidades e da realidade da população do DF. 

“O programa é propositivo para a saúde do DF e as ações podem trazer uma saúde sustentável”, acrescentou a diretora da Fiocruz Brasília, Fabiana Damásio.

Para o diretor da Faculdade de Medicina da UnB, Gustavo Romero, é um privilégio para a universidade fazer parte dessa parceria.

A atenção primária do Distrito Federal conta com 172 UBSs, 594 equipes da Estratégia Saúde da Família, sete equipes prisionais, 51 Núcleos de Apoio à Saúde da Família, três Consultórios na Rua e uma cobertura de 69,5% da população.

Reforço do Instituto de Saúde
Em reunião com o chefe da Casa Civil, Valdetário Andrade Monteiro, o secretário Osnei Okumoto e dois diretores do Instituto de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo Filho e Sérgio Costa, começaram a consolidar a estratégia da saúde da família no DF. 

Valdetário, Osnei, Araújo e Costa: estratégia

O principal tema tratado foi, claro, o Qualis APS.  “O Instituto e a secretaria de Saúde estão trabalhando de forma integrada, com o apoio da Casa Civil, para que o Distrito Federal tenha o desenvolvimento necessário e alcance o melhor bem-estar para a população”, acrescenta Francisco Araújo, presidente do Iges-DF.

 


Serviço

Para saber mais sobre o Qualis APS e conhecer todos
os parceiros do programa, acesse este link.


* Com informações da Secretaria de Saúde-DF