4/10/19 17:28
Atualizado em 4/10/19 às 17:28

Polo JK: empresários conhecem obras da subestação de energia

Investimentos vão garantir energia de qualidade e infraestrutura para empresas instaladas na região

Empresários instalados no Polo JK conheceram, nesta sexta-feira (4), as obras da futura subestação de energia da CEB que está sendo implantada na região. 

Empresários discutem infraestrutura do Polo JK: esperança – Foto: SDE/Divulgação

Executada pelo programa Procidades, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a obra custará R$ 18 milhões e faz parte do contrato de US$ 71 milhões do GDF com Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a implementação da infraestrutura nas Áreas de Desenvolvimento Econômico.

As obras na subestação JK, em Santa Maria, estão com 80% das edificações civis concluídas, como a casa de comando, a base dos transformadores com paredes especiais para conter incêndios e o sistema de drenagem pluvial. 

O projeto elétrico também está dentro do cronograma, com 60% executados. “Os empresários ficaram muito satisfeitos em saber que após quase 20 anos instalados, finalmente a infraestrutura que já deveria estar aqui, vai chegar”, disse o secretário-executivo da SDE, Espedito Henrique Junior.

A entrega da subestação vai suprir a demanda por energia de qualidade na região. O fornecimento do insumo com a estabilidade necessária vai reduzir os custos operacionais com geração própria de energia e atrair novos empreendedores. 

“Nós padecemos pela falta de energia elétrica há muito tempo e trabalhamos com geradores a diesel. É uma necessidade antiga e a subestação deve nos ajudar muito”, diz o dono da Empac Embalagens, Moadir Carneiro.

Dono da transportadora Nova Serrana, João Oliveira está esperançoso. Segundo ele, o setor não está mais desenvolvido pela falta de energia plena. 

“Uma solução para essa carência já vem sendo cobrada há alguns. Hoje, nesta visita estamos vendo que realmente dentro de pouco tempo nossas empresas serão servidas com energia suficiente”, afirmou.

Durante a visita, os técnicos da SDE e os engenheiros da construtora detalharam o andamento das obras e os próximos passos que são a implantação da rede de alta tensão, obras complementares de drenagem e de acesso ao Polo JK.

R$ 20 milhões é o total a ser investido na complementação do asfalto em alguns trechos e na construção de praças, ciclovias e calçadas do Polo JK

Nesta quinta-feira, a SDE abriu edital de licitação para obras complementares no Polo JK.

Um terceiro contrato já foi assinado pela SDE com o BID para outras obras para a implementação do sistema de drenagem pluvial e a construção de três bacias de contenção para receber a água da chuva.

 * Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE)