11/10/19 18:41
Atualizado em 11/10/19 às 18:49

Obras na Estrada Parque Vale já estão 70% executadas

Trabalho chegou à fase final. Nesta nova etapa serão executados os serviços complementares, além de readequação de rotatórias

| Foto: DER/DF / Divulgação

A obra de restauração asfáltica dos 3 km da Estrada Parque Vale (EPVL/DF-087), popularmente conhecida como Pista do Jóquei, está chegando à fase final. Para a realização dos trabalhos no trecho de 1,2 km entre o viaduto da EPTG e o 1º balão da via, no sentido Estrutural, o Departamento de Estradas de Rodagem do DF interditou, no dia 18 de setembro, as duas faixas de rolamento, com o tráfego desviado para uma faixa implantada para este fim entre a pista já existente e a ciclovia.

Com os serviços de restauração asfáltica chegando ao estágio final, a interdição foi desfeita e o trânsito voltou à normalidade na manhã desta sexta-feira (11/9). Finalizada esta etapa, que corresponde a 70% de toda a obra, o DER/DF dará início aos serviços de colocação de meios-fios ao longo da rodovia, grama no canteiro central e sinalização horizontal e vertical em toda a extensão da via.

Além dos serviços previstos inicialmente em contrato, o Departamento executará a readequação de duas rotatórias da via, alterando a geometria dos acessos, e irá construir mais um balão, aproximadamente 600 metros após o viaduto da EPTG. Tanto a alteração nos balões já existentes quanto a construção de mais uma rotatória são demandas antigas da comunidade, e tem o objetivo de proporcionar mais segurança e comodidade aos motoristas e moradores da região.

Em boa hora

Para a execução desse trabalho, o DER deverá realizar ainda interdições pontuais, mas com bloqueio de apenas uma faixa no trecho específico onde estiver acontecendo a obra. O serviço completo tem previsão de conclusão em meados de novembro e, nesta obra, foram investidos R$ 6,2 milhões.

O superintendente de obras do DER/DF, Cristiano Cavalcante, destaca a comodidade que a conclusão da obra trará aos 50 mil motoristas que trafegam pela via todos os dias. “A restauração do asfalto dessa via vai possibilitar que os moradores de Vicente Pires, Águas Claras, Guará, Taguatinga, Ceilândia e Estrutural, que passam por aqui todos os dias, tenham mais segurança, com um pavimento novo e nova sinalização”, disse o engenheiro.

Para o aposentado Nilton Souza, de 58 anos, morador do condomínio Jardim das Hortências, situado às margens da EPVL, a restauração do asfalto chegou em uma boa hora. “Essa obra é muito importante para nós. O asfalto já estava irregular, com umas ondulações, e a pintura das faixas também já estavam bem apagadas, causando confusão”, relatou.

O aposentado também disse ter percebido que o GDF tem se adiantado aos problemas e dado solução a eles antes que se tornem situações precárias. “Não só aqui, mas em outros pontos do DF também eu tenho acompanhado a ação do governo e percebido que muitos trabalhos têm sido feitos antes que virem problemões. Acredito que o GDF está no rumo certo e, se continuar assim, em alguns anos nossa capital estará bem melhor”, comemorou.

 

* Com informações do DER/DF