22/11/19 14:58
Atualizado em 22/11/19 às 14:58

Emater-DF ‘diploma’ reeducandos da Funap 

Curso com 32 horas/aula abordou sobre instalação, criação e manejo na avicultura, bovinocultura e suinocultura e aulas de irrigação 

A Emater-DF entregou 23 certificados a reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap) que participaram de curso de atividades agrícolas ministrado pela empresa. A proposta foi capacitar os internos para trabalhar na fazenda que a Funap mantém em Brasília e ampliar as chances de recolocação dos reeducandos no mercado de trabalho.

“Muitos ainda não têm consciência que o trabalho é transformador, então se a ressocialização quer transformar vidas, a gente tem que incentivar o trabalho”, afirmou a diretora-executiva da Funap, Deuselita Martins.

O curso promovido pela Emater-DF teve oito encontros, totalizando 32 horas de aula. Neles, os internos tiveram noções sobre instalação, criação e manejo na avicultura, bovinocultura e suinocultura – além de aulas de irrigação e de agroecologia, onde aprenderam a fazer compostagem.

Foto: Emater-DF/Divulgação

“A gente entende que essa capacitação é importante e hoje no campo existe uma oportunidade boa para empregos, pois demanda muita mão de obra”, afirmou o gerente regional Rodrigo Teixeira, representando a direção da Emater-DF.

Os internos da Funap construíram, nos cursos de marcenaria da entidade, caixas de madeira para criação de abelhas. As caixas foram doadas à Emater-DF, que foram utilizadas por agricultores atendidos pela empresa em cursos de capacitação em apicultura.

Teixeira colocou a Emater-DF à disposição para manter e fortalecer a parceria com a Funap.  “Essa parceria está cada dia mais profissional e tem rendido ganhos mútuos. É o que chamamos de parceria ganha-ganha”, afirmou o representante da direção da Emater-DF.

“Isso pra mim é um sonho, ter a oportunidade de quando eu sair daqui ter como recomeçar com dignidade, apesar do preconceito que sabemos que a gente vai passar, mas vai fazer a diferença pra mim e pra cada um aqui”, agradeceu um dos internos. “Eu agradeço de coração”, disse outro interno à diretora-executiva da Funap, Deuselita Martins.

* Com informações da Emater-DF