27/11/19 11:45
Atualizado em 27/11/19 às 11:46

DF tem 15 atletas no Brasileiro de Parabadminton

Competição segue até esta quinta-feira (28). Sete esportistas locais viajaram por meio do programa Compete Brasília

Segue até esta quinta-feira (28) o Campeonato Brasileiro de Parabadminton. Ao todo, 92 atletas de 11 estados e do Distrito Federal representam 30 clubes no principal evento nacional deste ano. A competição é realizada no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. O Distrito Federal tem 15 jogadores que disputam o título em modalidades simples e em duplas. José Ambrósio, Tárcio Nascimento, Roberto Barbosa, Alana Keila Câmara, Edmar Barbosa, João Batista e Leonardo Oliveira, viajaram por meio do programa Compete Brasília.

José Ambrósio, que recentemente voltou do Pan-Americano da modalidade em Guaiaquil, no Equador, com três medalhas (ouro, prata e bronze), tem boas expectativas para competição em São Paulo. “Esta competição é importante para marcar pontos para o ranking do Bolsa Atleta”, contou o atleta que treina no Centro Olímpico e Paralímpico de São Sebastião.

Reabilitação
Ambrósio começou a praticar o parabadminton em 2015 para reabilitação. No início, ele praticava natação e foi aconselhado a treinar a modalidade com raquete e peteca. Foi no parabadminton que ele conseguiu melhorar a postura e ter bons desempenhos como atleta profissional.

O parabadminton fará sua estreia no programa dos Jogos Paralímpicos na edição de Tóquio 2020. A modalidade fez sua estreia também nos Jogos Parapan-americanos, em Lima, e o Brasil levou dez medalhas: quatro ouros, quatro pratas e dois bronzes, com três atletas do Distrito Federal entre os melhores. Marcelo Conceição conquistou o ouro; Rômulo Soares, a prata; e Daniele Torres, o bronze. Os três são atletas do Centro Olímpico e Paralímpico de Brazlândia.