12/12/19 11:09
Atualizado em 12/12/19 às 18:16

Modernização para agradar animais e visitantes

Nascido antes de Brasília, em 1957, local está voltado para a preservação, conservação, educação e pesquisa

O zoológico é um dos órgãos do GDF com mais elogios na Ouvidoria. Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Em 2019, a Fundação Jardim Zoológico de Brasília retomou projetos educacionais que estavam indisponíveis por falta de equipe técnica, instalou novos equipamentos de segurança; verificou aumento significativo no número total de visitantes pagantes e não pagantes; e, ainda, executou mais de 40 reformas.

Desta maneira, o Zoológico segue em segundo lugar como órgão do Governo do Distrito Federal com mais elogios na Ouvidoria. “Queremos focar, também, em um zoológico mais moderno e voltado para a preservação, conservação, educação e pesquisa”, afirma Eleutéria Guerra Pacheco Mendes, diretora-presidente do Zoológico de Brasília.

A nossa prioridade são os animais, então, durante todo o ano fizemos ambientação em praticamente todos os recintos com vistas a dar qualidade de vida aos animais sob os nossos cuidados.Eleutéria Mendes, diretora-presidente do Zoológico de Brasília

A história do local é longa. Com as portas abertas pela primeira vez, numa sexta-feira, em 6 de dezembro de 1957 – antes mesmo da inauguração de Brasília -, o zoológico tinha apenas macacos, araras, tucanos e uma elefanta, como atrações de um espaço que é parte importante da história da cidade. Naquela época, era costume capturar animais silvestres da natureza e exibi-los no Zoológico. Outros tempos.

Palavra da diretora-presidente

“Encontramos um zoológico de 62 anos necessitando de reformas e de modernização nos equipamentos e nas estruturas físicas.  A nossa prioridade são os animais, então, durante todo o ano fizemos ambientação em praticamente todos os recintos com vistas a dar qualidade de vida aos animais sob os nossos cuidados. Agora, a casa dos animais conta com características semelhantes ao habitat de cada espécie”, disse Eleutéria Guerra Pacheco Mendes, diretora-presidente do Zoológico de Brasília.

Principais ações:

Superintendência de Educação e Uso Público (até 31 de outubro)

Zoo Noturno – Caminhada orientada para o público a partir de oito anos de idade, em roteiro predeterminado. O visitante conhece animais de hábitos noturnos e participa de uma abordagem didático-pedagógica que contempla a problemática ambiental. 281 pessoas participaram.

Zoo Experiência – Visitação monitorada e orientada ao plantel e bastidores do Zoo. 225 pessoas participaram

Zoo em Ação – Atendimento externo com atividades lúdicas educacionais a escolas e instituições.

Colônia de Feras – Atividades diversas, lúdicas, educacionais e de lazer no período de recesso escolar. Total: 47 participantes

Visitas Livres – Atividade de visita sem monitoria ou acompanhamento. 46.646 pessoas participaram.

27.004pessoas visitaram o Museu de Ciências Naturais durante o ano

 

O zoológico tinha apenas macacos, araras, tucanos e uma elefanta, quando foi inaugurado, em 1957. Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Serviços e ações

Que pegada é essa? – Atividade lúdica de manufatura de pegadas de animais representativos da fauna brasileira com o objetivo de sensibilizar sobre o comportamento e importância da conservação das espécies trabalhadas. 84 pessoas participaram.

Museu de Ciências Naturais – 27.004 visitantes.

Biblioteca Acervo diversificado e atividades lúdicas/Centro Multifuncional de Acessibilidade, espaço destinado aos atendimentos de inclusão de PNE. 7.233 visitantes.

Eventos

  • Evento de carnaval “Não tenha pena de mim”. 78 pessoas participaram.
  • Abertura da Semana do Cerrado. 4.700 pessoas participaram.
  • Dia das Crianças. 8.693 visitantes em 2019; em 2018, 8.336.
  • Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. O estande do Zoológico recebeu cerca de 10 mil visitantes.

 

Superintendência Administrativa e Financeira (até 31 de outubro)

  • Mais de 470 mil visitantes no Zoológico de Brasília;
  • Mais de 40 reformas foram feitas, como construção do novo setor de quarentena do Hospital Veterinário, construção de piscinas nos recintos dos tamanduás-bandeira, reforma no borboletário e revitalização do Teatro de Arena e da quadra de esportes;

Ouvidoria

  • Total de 5.087 manifestações, sendo 2.604 elogios.
Galeria de Fotos

Balanço anual Fundação Jardim Zoológico de Brasília