17/12/19 15:13
Atualizado em 17/12/19 às 15:13

Michelle Bolsonaro visita pacientes e conhece projeto social no Base

Primeira-dama entregou lenços para mulheres em quimioterapia e presenciou trabalho social desenvolvido pela Rede Feminina

Michelle: “Esse é um trabalho lindo e muito humanizado” | Foto: Davidyson Damasceno / Iges-DF

A primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, visitou pacientes oncológicos na Sala de Quimioterapia do Hospital de Base (HB) na manhã desta terça-feira (17). Ela entregou lenços com mensagens especiais para mulheres em tratamento, distribuiu e recebeu abraços de pacientes e profissionais de saúde. Michelle foi recebida e acompanhada pelo diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Francisco Araújo, durante toda a visita ao hospital.

O primeiro local a ser visitado foi o Corredor Rosa do ambulatório, onde funciona a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Trata-se de uma associação sem fins lucrativos que desenvolve aproximadamente 30 projetos sociais, entre eles a entrega de cestas básicas e perucas e a distribuição de lanches para acompanhantes e visitantes. A primeira-dama fez questão de elogiar a iniciativa e abraçar cada uma das integrantes do projeto.

“Esse é um trabalho lindo e muito humanizado. Eu fiquei muito feliz, porque eu não sabia que se tratava de uma rede nacional”, disse Michelle, em referência ao trabalho da Rede Feminina.

A primeira-dama lembrou que, neste ano, assumiu a presidência do Conselho Pátria Voluntária, colegiado vinculado ao Ministério da Cidadania que tem por objetivo fomentar a prática do voluntariado como um ato de humanidade, cidadania e amor ao próximo.

“Não queremos retirar a responsabilidade do governo, mas queremos somar forças. Queremos fomentar a cultura do voluntariado na sociedade para que as pessoas tenham empatia pelo próximo. É esse trabalho que vocês estão desenvolvendo”, parabenizou. Ela recordou ainda ter começado a fazer trabalhos sociais aos 14 anos de idade, e que suas filhas estão no mesmo caminho.

Rede Feminina promove mais de dois mil atendimentos em seus programas assistenciais | Foto: Davidyson Damasceno / Iges-DF

Francisco Araújo também ressaltou a importância do trabalho voluntário e as importantes conquistas alcançadas pela Rede Feminina em parceria com o Hospital de Base. “São muitos os benefícios já alcançados por esses voluntários no tratamento de pacientes oncológicos, tanto na recuperação quanto na redução do sofrimento e dos efeitos colaterais próprios do tratamento”, acrescentou.

“Essa rede de voluntários não é só em Brasília, mas no Brasil inteiro. Somos milhares de voluntários trabalhando para ajudar o paciente oncológico, seja criança, seja mulher, seja homem. E o único chefe que temos e que nos guia é Deus”, reforçou a coordenadora do voluntariado Vera Lúcia Bezerra da Silva, carinhosamente conhecida como Verinha.

Rede Feminina

A Rede Feminina promove mais de dois mil atendimentos em seus programas assistenciais, que incluem doação de cesta básica, lanche, acolhimento, visita ao leito, entrega de prótese mamária, atendimento psicológico e realização de bazar, entre outros.

São cerca de 400 voluntários que atuam com muita dedicação, diariamente, há mais de 20 anos no Hospital de Base.

Atendimento

O Hospital de Base recebe aproximadamente 150 pacientes novos na oncologia por mês. Ao todo, mensalmente, são feitas aproximadamente 2,2 mil consultas oncológicas e 800 quimioterapias.

Além disso, uma média mensal de 56 tratamentos são iniciados na radioterapia.

 

* Com informações do Iges-DF