17/1/20 15:14
Atualizado em 17/1/20 às 15:14

TCB assume gestão compartilhada do transporte escolar

Transição será realizada em etapas

| Foto: TCB / Divulgação

A Secretaria de Mobilidade (Semob) e a Secretaria de Educação (SEE) assumiram a gestão compartilhada do transporte com a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB). O grupo de trabalho pretende, em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ampliar a quantidade de ônibus em circulação neste ano, expandindo o atendimento. Cabe à Semob fiscalizar e mapear itinerários e à SEE relacionar as escolas para o serviço e realizar o controle de alunos.

Leia também

Diante da novidade, a TCB iniciou nesta quinta-feira (16) uma série de vistorias nos ônibus escolares. O levantamento da situação operacional da frota consiste na inspeção das condições mecânicas, pneumáticas, hidráulicas, elétricas, carroceria, chassi e outros itens pertinentes e relativos à segurança e conforto no transporte dos seus usuários.

A transferência será realizada de forma gradativa, em três etapas. Os veículos vistoriados deixam a garagem da TCB com o sistema de GPS.

Atualmente, 900 veículos de 25 empresas circulam com os quase 60 mil alunos da rede de ensino público. Com o início das aulas previsto para o dia 10 de fevereiro, o diretor-presidente da TCB, Chancerley Santana, explica que as próximas licitações ocorrerão em 90 dias.

“O transporte Escolar integra o Sistema de Transporte Público do Distrito Federal (STPC), devendo seguir as leis e mantendo a qualidade e periodicidade para os alunos das escolas públicas”, enfatizou Chancerley.

A segurança dos alunos é fator primordial. “Estamos realizando a transição de maneira responsável e com precaução. Nossos objetivos são ter os veículos inspecionados, maior fiscalização dos motoristas e monitores, e, criar um aplicativo para que possamos ter o controle, mostrando a hora exata que o aluno embarcou e chegou à escola”, acrescentou o dirigente.

 

* Com informações do TCB