23/1/20 12:26
Atualizado em 23/1/20 às 16:22

Sejus ajuda migrantes, refugiados e apátridas

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) mostram que quase metade da população do DF não é natural da região, comprovando o grande fluxo migratório na capital federal

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), em parceria com a Defensoria Pública do Distrito Federal, realiza nesta quinta-feira (23), das 14h às 17h, atendimento psicológico e social a migrantes, refugiados e apátridas, no Mercado Sul, localizado em Taguatinga Sul. A ação tem por objetivo fazer um levantamento das demandas socioasssitenciais e documentais, além de promover o acesso aos direitos assegurados a essa população no Brasil.

Segundo o subsecretário de Apoio à Vítimas de Violência, da Sejus, Diêgo Moreno, que coordena a ação, a região de Taguatinga vem sendo ocupada cada vez mais por artistas, artesãos e outras pessoas interessadas em viver e pensar a cultura, incluindo migrantes, refugiados e apátridas. “Com isso se faz urgente a criação de uma política pública distrital que garanta o acolhimento e a promoção de serviços socioassistenciais a estas pessoas”, destacou.

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) mostram que 49,57% da população do Distrito Federal não é natural da região, comprovando o grande fluxo migratório na capital.

Programação

As atividades terão início às 14h, com a apresentação dos serviços do Pró-Vítima – programa da Sejus que presta atendimento de psicologia e de assistência social voltado a vítimas de violência e seus familiares. Em seguida, o defensor público Rodrigo Duzsinski falará sobre os direitos assegurados aos refugiados por normativos legais. A partir das 15h40 serão iniciados os atendimentos individuais, que prosseguirão até as 17h.

Confira abaixo a programação completa.

HORÁRIO
14h – Apresentação da equipe
14h15 – Boas-vindas do subsecretário de Apoio a Vítimas de Violência,  Diêgo Moreno
14h30 – Apresentação dos serviços do Pró-Vítima
15h – Orientações quanto ao acesso a direitos assegurados por normativos legais, com o defensor público Rodrigo Duzsinski
15h30 – Instrução sobre a dinâmica de escuta individualizada
15h40 – Início dos atendimentos
16h30 – Término dos atendimentos

* Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania