31/1/20 9:59
Atualizado em 31/1/20 às 17:33

Primeira-dama do DF convoca sociedade para o Programa Pátria Voluntária

Inscrições para participar da iniciativa do governo federal terminam nesta sexta (31)

Mayara Noronha Rocha indicou quatro instituições do DF para serem beneficiadas pelo Programa Pátria Voluntária | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Tema recorrente dos governos federal e local, o trabalho voluntário vai ganhar ainda mais destaque em 2020. De iniciativa da União, o Programa Pátria Voluntária terá uma premiação para incentivar ações pelo Brasil. A primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha, gravou um vídeo convocando a sociedade a participar.

A ação, orquestrada pela primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, terá voz em 13 estados e no Distrito Federal. Mayara Noronha Rocha e outras primeiras-damas fizeram o registro promovendo o programa. “A intenção é trazer a corrente do bem, onde a pessoa que doa seu trabalho e seu amor incentiva outras. Por isso ela vai receber essa premiação”, afirma a primeira-dama do DF.

“A intenção é trazer a corrente do bem, onde a pessoa que doa seu trabalho e seu amor incentiva outras”Mayara Noronha Rocha, primeira-dama do DF

Cada uma das capitais vai oferecer oportunidades de locais para a sociedade praticar o bem. As instituições cadastradas vão receber o apoio dos voluntários, e os participantes que tiverem mais horas trabalhadas serão homenageados. A premiação vai ocorrer em 24 de março, em Brasília, em local e horário a serem definidos. Para participar é preciso cadastrar-se no site​ até esta sexta-feira (31).

Incentivo ao engajamento

O Pátria Voluntária é um concurso de atividades inserido no Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado. A premissa é “incentivar o engajamento, a responsabilidade cívica e social e a participação cidadã por meio do voluntariado, de forma articulada entre o governo, a sociedade civil e o setor privado”, resume o site do programa.

Como alvo das ações, que têm início no sábado (1º de fevereiro), a primeira-dama do DF indicou a Casa da Criança Batuíra, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Taguatinga e Ceilândia (Apaed) e o Instituto do Carinho, todas de Ceilândia, e o Instituto Integridade/Lar dos Velhinhos Maria de Madalena, do Park Way. Juntas, essas instituições somam 715 pessoas assistidas.

A Casa da Criança Batuíra ampara temporariamente crianças e adolescentes para reinseri-los em famílias. A Apaed oferece atendimento gratuito a pessoas com deficiência intelectual ou física e múltiplas patologias. Já o Lar dos Velhinhos Maria de Madalena abriga idosos a partir de 60 anos e, para integração com esse público, crianças. Já o Instituto do Carinho acolhe crianças de zero a dez anos em situação de risco encaminhadas pela Vara da Infância e da Juventude.