31/1/20 19:01
Atualizado em 31/1/20 às 19:01

Trânsito no viaduto da EPTG/EPCT será alterado segunda e terça-feira

Motoristas devem ficar atentos aos desvios e alças interditadas para execução de serviços de recapeamento

Visão aérea de como estará planejado o trânsito para a próxima segunda-feira

Em função da fase final dos serviços de pavimentação do alargamento do viaduto da Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG) com a Estrada Parque Contorno (EPTC), o trânsito no local sofrerá algumas alterações nas próximas segunda (3) e terça-feiras para recapeamento de quatro faixas da EPTG. Os serviços serão realizados das 9h às 18h e os motoristas que circulam pela região devem ficar atentos a desvios e interdições.

Na segunda-feira, as equipes irão atuar no recapeamento de duas faixas da via EPTG, no sentido Taguatinga/Plano Piloto. Um desvio de 200 metros, na altura do tabuleiro do viaduto, será criado para que o trânsito tenha fluidez em três faixas, sem prejuízo aos condutores. Além disso, as alças do viaduto, para quem circula nesse sentido da EPTG, serão totalmente interditadas.

Já na terça-feira (04), a mesma logística de trânsito será aplicada aos veículos que circulam pela EPTG no sentido Plano Piloto/Taguatinga. Será criado um desvio de 200 metros com três faixas, e outras duas alças do viaduto serão interditadas para recapeamento das duas faixas restantes da EPTG.

“Recomendamos aos motoristas atenção total com os desvios e interdições. Tudo estará sinalizado para que o impacto seja o menor possível. Principalmente para aqueles que precisam utilizar as alças dos viadutos, recomendamos procurar alternativas para não serem pegos de surpresa”, recomenda o subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras, Ricardo Terenzi.

Como ficará a alteração de trânsito na terça-feira

Saiba mais

Essencial para a mobilidade do trânsito próximo de Taguatinga, o alargamento do viaduto da EPTG com a EPTC está próximo de ser entregue à população local. Já em fase final, as obras se concentram, no momento, nos serviços de pavimentação.

“Tecnicamente não é recomendada a execução de pavimentação asfáltica em piso molhado. Isso porque a massa asfáltica que utilizamos nesse tipo de serviço precisa ser trabalhada a uma temperatura de 180 graus”, explica o secretário de Obras, Luciano Carvalho. “Para que consigamos dar continuidade ao trabalho precisamos de, pelo menos, dois dias de estiagem”, complementa.

A obra do alargamento do viaduto da EPTG e da EPCT foi retomada nesta gestão. Os viadutos foram unificados e, agora, contam com 41,8 metros de largura com 11 faixas, entre 3,5 e 4,0 metros, para circulação de veículos, sendo cinco faixas no sentido Plano Piloto e quatro faixas no sentido Taguatinga, além de duas faixas centrais para ônibus com largura de quatro metros. As obras custaram R$ 5,1 milhões.

* Com informações da Secretaria de Obras