2/2/20 17:46
Atualizado em 3/2/20 às 12:44

Banda de rock e outras atrações movimentam o ’Bandeirão‘

Manhã cívica teve diversas apresentações gratuitas para famílias brasilienses e turistas

Brasília, 02.02.2020//Cerimônia de troca da bandeira na Praça dos Três Poderes. Foto Luís Tajes/Setur-DF
Céu azul durante a cerimônia de troca da bandeira na Praça dos Três Poderes | Foto: Luís Tajes / Secretaria de Turismo

O Exército Brasileiro comandou a Troca da Bandeira deste domingo (2) e encantou brasilienses e turistas que foram à Praça dos Três Poderes. Ivonete de Oliveira levou os pais Ergorminia e João Batista de Oliveira para conferir pela primeira vez a solenidade.

Ivonete vive em Brasília e recebeu a visita dos pais, que são de Santa Catarina. “Brasília é deslumbrante. Por onde andamos ficamos emocionados com a cidade. Tenho muito orgulho da capital e vou levar ela comigo”, disse Ergominia.

O Bandeirão contou com o desfile cívico-militar, a participação da Banda Marcial, execução do Hino Nacional e da Bandeira, além da tradicional salva de 21 tiros. O Exército ainda levou exposições de veículos militares, viaturas operacionais e de equipamentos (capacetes, escudos, tonfas, entre outros). Os cães adestrados também encantaram a todos e houve distribuição de revistas e material militar.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, esteve presente à Praça dos Três Poderes e ressaltou a importância da cerimônia para promover o civismo. “A solenidade tem uma estrutura para receber a população e, realmente, está se transformando em um grande evento que é importante para a cidade, a população e o governo ”, disse.

Brasília, 02.02.2020//Cerimônia de troca da bandeira na Praça dos Três Poderes. Foto Luís Tajes/Setur-DF
Cerimônia já virou tradição a cada primeiro domingo do mês | | Foto: Luís Tajes / Secretaria de Turismo

Para a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, a cerimônia valoriza a cultura brasileira e reforça os valores patrióticos. ‘’Me emociona ver que a população adotou esse evento, que só Brasília pode oferecer, e comparece a todas as edições. Continuamos com a agenda de comemoração dos 60 anos da nossa capital e o Bandeirão compõe as celebrações”, afirmou a secretária.

O Serviço Social do Comércio (Sesc) levou o show de pop rock da banda BSBeat para animar a manhã após o fim da solenidade. Além disso, a criançada se divertiu com a oficina de desenho, pintura de rosto, críquete, pebolim, tênis de mesa, cama elástica e pedal kart. Enquanto o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) ofereceu o serviço de esmaltação e penteado com tranças.

Brasília, 02.02.2020//Cerimônia de troca da bandeira na Praça dos Três Poderes. Foto Luís Tajes/Setur-DF
Pintura de rosto, esmaltação, artesanato e diversas outras atrações encantaram o público | Foto: Luís Tajes / Secretaria de Turismo

A Fecomércio-DF, por meio do Sesc e do Senac, é parceira do evento. O presidente do Sistema Fecomércio-DF, Francisco Maia, lembrou que o trabalho conjunto vai completar um ano em abril. “Começamos a parceria no início de 2019 e percebemos que esse momento cívico ganha cada vez mais força. Com isso, a capital federal está sendo vista de uma forma positiva por meio de uma programação diferenciada que oferecemos. Estamos muito empenhados e orgulhosos em colaborar no desenvolvimento do turismo da cidade com a parceria na realização da Troca da Bandeira”, disse.

“No ano do aniversário de 60 anos de Brasília o Sesc-DF em parceria com a Secretaria de Turismo vai trazer cada vez mais atividades culturais, de lazer e musicais ao já consagrado evento da troca da bandeira em nossa capital”, complementou o diretor regional do Sesc no DF, Marco Túlio Chaparro.

Reforçando o caráter cívico da cerimônia, soldados marcham no centro da Praça dos Três Poderes | Foto Luís Tajes / Secretaria de Turismo

Para completar a programação, a Secretaria de Educação levou o projeto “365 Dias de Consciência Negra”. A exposição foi idealizada pela professora Margareth Alves, do Centro Educacional 310 de Santa Maria. “O intuito é trabalhar todos os dias do ano, não focar no assunto da consciência negra apenas em 20 de novembro, que é o dia de lembrar a luta de Zumbi e que não pode ser esquecida”, explicou Margareth.

A Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) também marcou presença e desenhou a Bandeira Nacional com frutas e vegetais orgânicos, enquanto o projeto Viva Lago Oeste esteve presente com produtos produzidos na região. Por sua vez, 15 artesãos da cidade compareceram e expuseram os trabalhos no espaço e três profissionais deram oficinas para a população.

Dona Antônia Lopes expôs flores e esculturas com fibras de plantas. “O ano começou a todo o vapor. Nós, do artesanato, nunca trabalhamos no início de janeiro e já chegamos a fevereiro. Estamos aqui de novo.”

 

* Com informações da Secretaria de Turismo