21/2/20 15:59
Atualizado em 21/2/20 às 15:59

Polo JK vai ganhar linha de transmissão de energia

Projeto da SDE orçado em quase R$12 milhões vai levar rede de alta tensão com até 9km 

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico divulgou, nesta sexta-feira (21), o edital de licitação nacional para a contratar empresa de engenharia para implantar linha de alta tensão de energia até o Pólo JK. 

Ela sairá das subestações de Santa Maria e Mangueiral para uma das mais importantes áreas de desenvolvimento econômico (ADEs) do Distrito Federal. São 8,7 km de extensão para transmitir 138KV e, assim, estabilizar o fornecimento de energia às empresas.

Prevista no programa Procidades, o custo estimado da obra custar é de R$ 11.9 milhões e será financiada com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A linha de transmissão faz parte do pacote para modernização e melhoria da infraestrutura nas ADEs.

A empresa a ser contratada terá até 300 dias para instalar a linha. Esta é a segunda publicação do edital. Na primeira oportunidade, as duas empresas que apresentaram propostas foram consideradas inabilitadas.

De acordo com a subsecretária de Apoio às Áreas de Desenvolvimento Econômico, Auxiliadora França, a demanda por energia estável na região do Polo JK fez com que muitos empresários tivessem que investir alto em geradores e circuitos elétricos próprios para manter seus negócios em funcionamento. 

“Outras empresas chegaram a ter prejuízos com equipamentos danificados pela oscilação de energia na região. Com essa opção, temos a certeza de que esses problemas serão definitivamente resolvidos”, disse a subsecretária.

 As obras na subestação JK, onde a linha de transmissão vai chegar, já está com 80% do projeto civil concluído. Em julho do ano passado a subestação recebeu dois transformadores que serão alimentados por esta linha licitada. A subestação vai fornecer 13,8 megawatts de energia às empresas – o suficiente para abastecer 80 mil residências.

* Com informações da SDE